Livro sobre Marco Legal de Ciência e Tecnologia será lançado na 4ª-feira, na UNB

No Capítulo 1 da obra, o presidente do CONFIES, Fernando Peregrino, critica a burocracia e o excesso de incentivo ao sistema financeiro em detrimento da inovação e da indústria nacional

Elaborado por especialistas da área de ciência e tecnologia de todo país, o livro “Marco Legal de CT&I e seu potencial  impacto na inovação no Brasil”, publicado pela Editora CRV, será lançado em 08 de maio, na Universidade de Brasília (UnB). Com 12 capítulos, a publicação, criada de forma colaborativa, integra três organizadores e 21 autores que atuam diariamente na temática de CT&I, envolvidos diretamente na definição de políticas públicas e na execução e na gestão de projetos, dentre outros.

A obra, baseada em eventos de inovação realizados pelo Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT/UnB), tem como objetivo apresentar a experiência de representantes de instituições que formam o Sistema Nacional de Inovação (SNI) brasileiro.

Na lista de autores, o engenheiro Fernando Peregrino, presidente do CONFIES (Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica) escreve o 1º capítulo da obra, sob o título Inovação no Ambiente Econômico  Brasileiro.

Peregrino utiliza de sua grande experiência como gestor público para discorrer sobre os obstáculos enfrentados para inovar no Brasil.

“Pode existir inovação com tanto incentivo ao setor financeiro em detrimento da indústria e essa hipertrofia da burocracia?,  acrescenta Peregrino.

O presidente do CONFIES é mestre e doutor em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ, também diretor de Orçamento e Controle da COPPE/UFRJ; diretor executivo da COPPETEC, a fundação de apoio da UFRJ; ex-secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro; e ex-presidente da FAPERJ (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro).

Em 2018 também foi lançado o livro Marco Regulatório em Ciência, Tecnologia e Inovação, dentro do contexto da Lei 13.246/2016, publicada pela Arraes Editores. Também autor do Capítulo 1, sob o título Questões sobre a burocracia e as sociedades industriais e do conhecimento -, Peregrino coloca sob análise a questão da burocratização da administração pública frente às exigências de flexibilidade na gestão de programas e projetos de pesquisa científica e tecnológica, no contexto de uma sociedade do conhecimento que demanda a interação entre governo, instituições de pesquisa e empresas com vistas ao melhor posicionamento do País em inovação.

fonte: Comunicação CONFIES

(1685Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *