"Iphone chinês" deve chega ao Brasil com preço popular e dividido em até 10 vezes

Segundo o vice-presidente da marca, o aparelho Redmi 2 estará disponível no site da empresa a partir do dia 7 de julho e o valor poderá ser dividido em até em dez vezes de R$ 54,90

 Versão para impressão  
Aparelho foi lançado oficialmente no Brasil na tarde desta terça-feira
Aparelho foi lançado oficialmente no Brasil na tarde desta terça-feira
Foto: Divulgação

A Xiaomi, empresa conhecida como a “Apple chinesa" apresentou nesta terça-feira (30), em São Paulo, Redmi 2, seu primeiro smartphone que será comercializado no Brasil, com valor de R$ 499. Quem fez o anúncio foi o brasileiro Hugo Barra, que era executivo do Android e assumiu o cargo de vice-presidente internacional da Xiaomi. 

A fabricante aposta na acessibilidade. O dispositivo apresenta um visual "clean" e minimalista. A carcaça do aparelho é feita de policarbonato e há um acabamento fosco texturizado na traseira, resistente à oleosidade e marcação de impressões digitais. Botões metálicos na lateral servem para volume e bloqueio e desbloqueio de tela. 

A tela é fabricada pela Sharp e pela AUO e é laminada, deixando cores nítidas e tirando reflexo. O aparelho acompanha a tecnologia Quick Charge 1.0, da Qualcomm, que garante recarga parcial (já para uso casual) em poucos minutos.

Detalhes 

Segundo Barra, o smartphone Xiaomi Redmi 2 estará disponível no site da empresa a partir do dia 7 de julho e o valor poderá ser dividido em até em dez vezes de R$ 54,90. O registro para reserva já está liberado. O smartphone vendido no Brasil tem cinco cores: preta, rosa, amarela, branca e azul claro.

O Redmi 2 será fabricado no Brasil, primeira linha de produção da Xiaomi fora da China. O estoque inicial é um lote pequeno importado enquanto a fabricação nacional não fica pronta.

Com informações da Tecmundo

TAGs

  • China
  • Redmi2
  • smartphone
  • Xiaomi
 Versão para impressão  
Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016