7/10/2009 às 7h42 - Atualizado em 7/10/2009 às 9h17

Dona de um corpo escultural, Dani Souza afirma: "Nunca vendi meu corpo"

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Divulgação
A morena Dani Souza comenta que já houve quem quisesse tirar proveito dela, mas que nunca permitiu abusos. De origem humilde viu, ainda na adolescência, alguns homens lhe oferecerem ajuda com segundas intenções.

“Até hoje rola isso. Mas aprendi cedo, nas ruas. Já teve quem quis tirar proveito sexualmente. Sempre tem. Por isso, é difícil confiar nas pessoas, principalmente nos homens. Quando dão a entender isso, já corto. Nunca vendi meu corpo para conseguir nada. Nunca precisei me agredir para ter algo. Sempre fui muito honesta.” 

Dani começou a trabalhar aos 14 anos. Ela já foi vendedora em padarias, lojas de shopping, em Balneário Camboriú, para onde a família se mudou.

 A jovem Dani revela que nunca soube lidar com o efeito que causava no sexo oposto. “Não gostava de usar roupas justas e não sabia como fazer com o assédio dos homens. Sempre tive problemas com isso. Aliás, eu não me acho muito bonita. Nunca acredito que esteja bem, sempre preciso malhar mais ou emagrecer.”

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014