Com percurso inédito na capital, Corrida Maçônica movimenta principais vias de Vitória e distribui mais de R$ 11 mil em prêmios

A Corrida Maçônica Cidade de Vitória movimentou as principais ruas e avenidas da capital capixaba na manhã deste domingo (09). Foi a primeira vez que o trajeto dos percursos de 6km e 10km cruzou as ruas e avenidas com maior fluxo de veículos e de pessoas da capital capixaba.

A largada para os mais de 1.1 mil corredores foi dada às 7 horas, após a execução do hino nacional, em frente à Grande Loja Maçônica, no bairro Bento Ferreira.

Os inscritos na menor distância passaram por 8 vias entre os bairros de Bento Ferreira, Ilha de Santa Maria, Jucutuquara e Ilha de Monte Belo até retornarem para o mesmo local da largada.

Já na prova mais longa, os corredores foram até o Centro de Vitória, percorrendo diversos pontos turísticos que compõem o cartão postal da capital capixaba, como a Baía de Vitória, o Morro do Penedo e o Porto de Vitória. Um trecho de subida, na Curva do Saldanha, e a temperatura de aproximadamente 30º C acrescentaram um pouco de dificuldade ao percurso, mas a vista do local compensou todo o esforço dos atletas.

Sinalização, presença de staffs nos trechos com bifurcação e o apoio da Guarda Municipal no controle do fluxo veículos nas avenidas com interdições garantiram a segurança dos atletas e evitaram erros ao longo do percurso.

Vencedores da prova

A 2ª Corrida Maçônica Cidade de Vitória distribuiu mais de R$ 11 mil de premiação em dinheiro e os vencedores da corrida com percurso inédito na categoria 10 km, masculino e feminino, foram Eberth da Silva Silvério e Mirlene da Silva Santos, com os tempos de 30min12seg e de 36min35seg respectivamente.

Ao subirem no lugar mais alto do pódio, os dois garantiram um cheque no valor de R$ 1.000,00, cada um. Os 2º e 3º lugares, nas categorias masculino e feminino, também levaram premiação em dinheiro, sendo R$ 600,00 e R$ 400,00 respectivamente.

Entre os corredores maçons, o lugar mais alto do pódio ficou com Sidney Rodrigues Pereira, com o tempo de 40min36seg. Ele ganhou a quantia de R$ 500,00 em dinheiro. Os outros dois colocados: Sérgio Luiz Pozzatti Júnior, com 43min04seg e Josenildo Rosseto Militão com 43min54seg, levaram, cada um, um cheque no valor de R$ 350,00 e R$ 150,00.

E quem já garantiu presença na 3ª edição da Corrida Maçônica Cidade de Vitória, que ocorrerá em 2018, foram os primeiros lugares em cada faixa etária. Os ganhadores por idade foram premiados com uma inscrição gratuita.

Na disputa dos 10km, os atletas com deficiência campeões da Corrida Maçônica foram: Marcos Cruz Santos com 36min57seg; José Carlos Moreira Antônia, com 39min16seg, e Maycon Henrique dos Santos com 46min40seg na categoria masculino.

No feminino 10km, as vencedoras foram: Renata Bazone Teixeira com 45min41seg, Adriele Helmer de Souza com 50min06seg e Adriana Ramos Mascarenhas com 59min35seg. O 1º lugar ganhou R$ 500,00, o 2º 350,00 e o 3º R$ 150,00.

Nos 6km, os três primeiros colocados no masculino foram Maquezile Gabriel Pio com 18min35seg, Enicio Pereira Maximiniano com 19mim04seg e Sandro Santos de Oliveira com 19min08seg, que levaram R$ 400,00, R$ 300,00 e R$ 150,00 respectivamente.

Já no feminino, as vencedoras foram: Helena Pereira Anunciação, 23min, Zila Martins de Amaral, com 23min36seg e Elizandra Cunha Assis da Silva, 24min01seg.

Acesse e confira o resultado oficial da prova!

Daniela Künsch

(1324Publicações)

Daniela Künsch é jornalista desde 2002, editora chefe do jornal Folha Vitória e corredora amadora. Depois de chegar aos 133 quilos, perdeu 65, e encontrou na corrida força e inspiração para não voltar à obesidade.