Dicas da Nutri que Corre: receitinhas para manter a forma com as comidas juninas

Nos meses de junho e julho, as festas juninas tomam conta das ruas para homenagear os santos Pedro, Antônio e João, e oferecem alimentos típicos dessa época. Junto com as comemorações vem os pratos típicos deliciosos e super calóricos, que podem levar por água abaixo nossos treinos e dieta.

Por isso, vamos mostrar que cada alimento tem suas propriedades especiais e ensinar receitinhas mais magras para que o seu “anarriê” fique em forma!!

Pinhão – Por ser rico em manganês e magnésio, auxilia no controle do colesterol e diabetes, além de agir contra a fadiga e estimular a libido, ou seja, ideal adicionar ele a nosso cardápio do dia a dia.

Vinho quente – preparado com vinho tinto, auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares por possuir flavonóides e ação antioxidante. O vinho também aumenta o colesterol bom (HDL) e pode diminuir os níveis de açúcar no sangue, além de reduzir a pressão arterial, porem muito cuidado com os excessos, sabe que o álcool atrapalha nosso treino do dia seguinte. Consuma com moderação.

Alimentos à base de milho– comidas como bolos, pamonha, pipoca e canjica são ricos em ácido fólico, que auxilia na prevenção de doenças cardíacas. O milho também contém a vitamina B1, que ajuda na memória, por atuar nos impulsos nervosos que fazem as transmissões entre os neurônios. O componente também  gera mais energia ou seja ideal para consumir como pré treino hein.

Amendoim – Rico  em ácidos graxos monoinsaturados, ou seja, gorduras “boas” que podem auxiliar no controle do colesterol e na prevenção de doenças cardiovasculares. Os amendoins contêm também fitoesteróis, substâncias que favorecem a eliminação do colesterol pelo intestino. Em festas juninas, porém, geralmente são usados em preparações com manteiga e ricas em açúcar como pé de moleque e paçoca, o que requer consumo com moderação.

Maçã do amor ou doce de batata doce — Apesar de ser uma fruta, trata-se de um alimento muito calórico devido ao excesso de açúcar em sua cobertura. O mesmo se aplica para os doces de abóbora e batata doce que, apesar de apresentarem vitaminas e propriedades nutritivas, também possuem elevada quantidade de açúcar e calorias. A maçã, sem o açúcar, ajuda a controlar o diabetes e o colesterol, melhora o funcionamento intestinal e é indicada para quem deseja emagrecer, pois é rica em fibras e provoca a saciedade. Tanto a abóbora quanto a batata doce contêm carotenóides, substâncias que se convertem em vitamina A no nosso organismo, protegendo as células dos danos oxidativos e, consequentemente, reduzindo o risco de desenvolvimento de algumas doenças crônicas.

Quentão – por ser preparado com gengibre, canela, cravo da índia e cascas de laranja e limão, possui ação anti-inflamatória e cicatrizante, mas é mais calórico. Além de açúcar, ele leva cachaça e possui maior teor de álcool. O ideal é optar pelo consumo de apenas uma dessas bebidas e não ultrapassar  1 copo.

Carnes — Os espetinhos de frango ou de carne vermelha magra, como alcatra e patinho moído, são as melhores opções. A salsicha deve ser evitada, pois trata-se de um alimento embutido e rico em sódio e gordura. As carnes, no geral, são boas fontes de ferro, nutriente capaz de prevenir a anemia e atuar na formação da hemoglobina, responsável pelo transporte de oxigênio no organismo. As carnes são também fonte de vitamina B12, essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso.

Batata doce – possui carboidrato de médio índice glicêmico e é fonte de beta caroteno, que ajuda a evitar alguns tipos de câncer.

Porém, apesar dessas comidas apresentarem muitos benefícios para a saúde, é preciso tomar cuidado com o consumo de todos esses alimentos de uma vez só, pois eles podem causar um aumento de peso, devido ao valor calórico.

Alimento Valor calórico aproximado
Espiga de milho cozida (1 unidade média) 100 kcal
Pipoca (1 xícara de chá) 90 kcal
Maçã do amor (1 unidade grande) 450 kcal
Pé de moleque (1 unidade ) 90 kcal
Paçoca (1 unidade) 140 kcal
Pinhão (10 unidades) 105 kcal
Doce de abóbora (1 unidade) 115 kcal
Canjica (1 xícara de chá) 350 kcal
Vinho quente (1 copo de 100 ml) 150 kcal
Quentão (1 copo de 100 ml) 280 kcal
Espetinho de frango (1 unidade) 160 kcal
Espetinho de carne (1 unidade) 200 kcal
Pastel de queijo (1 unidade) 350 kcal
Cachorro-quente (1 unidade) 350 kcal
Caldo de feijão (1 xícara de chá) 150 kcal

Curau light
Ingredientes

10 espigas médias de milho verde
2 litros de leite desnatado
3 xícaras (chá) adoçante culinário ou açúcar demerara
1 pitada de sal
Canela em pó a gosto

Modo de preparo: Limpe as espigas de milho, lave-as e rale com um ralador não muito fino. Com cuidado, raspe os sabugos com a ajuda de uma colher e misture com o milho ralado. Coloque a massa em uma tigela grande e adicione 1 litro de leite. Coe a massa em um pano e aperte bem. Adicione o leite restante, aos poucos; vá apertando a massa com vigor. Se o caldo coado ainda estiver saindo bem amarelo, junte um pouco mais de leite e continue espremendo. Em uma panela grande, despeje o caldo de milho e acrescente o adoçante e o sal. Misture bem e cozinhe por 45 minutos, sem parar de mexer, até que o curau esteja cozido ou com um aroma de milho bem acentuado. Coloque em tigelinhas, polvilhe com canela em pó e sirva quente.

Canjica light
Ingredientes

500 gramas de milho para canjica
1 e ½  xícara (chá) de leite em pó desnatado
1 e ½  xícara (chá) de água
4 xícaras (chá) de leite desnatado
1 xícara (chá) de adoçante em pó para culinária
1 vidro de leite de coco light
2 paus de canela grandes
5 cravos da Índia
1 colher (sopa) de margarina light

Modo de preparo: Deixe os grãos de molho em água, de véspera. Cozinhe-os em água suficiente, cerca de uma hora e meia a duas horas em panela comum ou de 30 a 45 minutos em panela de pressão, com o cravo e a canela. Bata o leite com o leite em pó, o adoçante e o leite de coco, no liquidificador. Quando os grãos estiverem macios, junte o batido de leite e a margarina e deixe ferver, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo. Ferva por cerca de 10 minutos e desligue o fogo. Deixe descansar por uma hora, antes de servir.

Nos vemos na pista!!
Bons treinos!
Bianca Passos


A seção “Dicas da Nutri que Corre” é publicada às terças-feiras. Bianca Passos é graduada pela Faculdade Salesiana e pós-graduada em Nutrição Clínica, Funcional e Estética pela Faculdade Salesiana. Participou das maratonas do Rio, Uphill, do Desafio do Pateta na Disney (21k e 42km) e do Espírito Santo, além de duas ultramaratonas – Desafio da Promessa e Desafio Vitória- Anchieta – com 65km.

Bianca PassosBianca Passos
Nutricionista Clínica, funcional e estética, Personal Diet
CRN-4: 12101198
Telefones: 3345-6500|99829-21

Daniela Künsch

(1443Publicações)

Daniela Künsch é jornalista desde 2002, editora chefe do jornal Folha Vitória e corredora amadora. Depois de chegar aos 133 quilos, perdeu 65, e encontrou na corrida força e inspiração para não voltar à obesidade.