Treinão noturno vai movimentar Convento, 38º Batalhão de Infantaria e vias de Vila Velha no sábado

Treinão noturno Heroes do Asfalto vai passar pelo 38º BI

Para quem gosta de correr à noite e encarar umas boas ladeiras, além de curtir um percurso recheado de atrativos e belezas naturais, a dica é participar do treinão “Heroes do Asfalto”, no próximo sábado (18), com largada e chegada na parte alta do Convento da Penha, em Vila Velha, com concentração às 19h30.

O evento, organizado pela assessoria de corrida Runner Soul, terá os percursos de 5 e 10km, passando pelo 38º Batalhão de Infantaria, na Prainha.

Inscrições

As inscrições estão abertas para o público em geral e custam R$ 50,00 (mais um 1kg de alimento não perecível), devendo ser feitas por meio do telefone (27) 99309-1043.

O atleta receberá a ficha e a conta para depósito/transferência. O dinheiro também é recebido na tenda de treino da equipe: rotatória de Itaparica, terça e quinta, às 6h ou às 19h30, ou no aplicativo PicPay.

Os produtos doados serão entregues na Paróquia do Rosário para a confecção de cestas básicas.

 

Percurso

Mapa do percurso de 10km do treinão Heroes do Asfalto

A concentração será às 19h30, com a bênção do Frei Paulo, e a largada acontecerá logo após o aquecimento. No percurso de 5km, os corredores descem o Convento, passam pelo 38º BI e retornam para o topo da casa de Nossa Senhora da Penha.

Na prova de 10km, após saírem do Exército, os corredores subirão o contorno do Morro do Moreno, passando pelo morro do Farol Santa Luzia, entrando na rua da igreja batista e na Vila Militar, retornando para o alto do Convento da Penha. Veja mapa ao lado. 

Celebração do esporte

“O treinão noturno é voltado para os alunos da Runner Soul e aberto ao público em geral para comemorar o esporte como um evento para a saúde física e mental. Nossos alunos chamam nossa assessoria de família, e essa família gosta de estar junta e festejar”, disse a professora Priscila Pontes.

Matheus Thebaldi

(27Publicações)

Acompanhava as pessoas nas corridas e ficava impressionado com tamanho fôlego e com tanta disposição até a chegada. Mal corria na esteira. Foi quando fiz uma prova para concurso em 2009 e a mesma exigia o famoso TAF, tendo que correr 2,4km em 12 minutos. Comecei a treinar e não parei mais. Não passei na prova, mas me tornei um viciado em corrida de rua, tendo já feito, inclusive, três maratonas.