VAR, aceita que dói menos

Olá amigos, incrível como os brasileiros sempre buscam um culpado para as suas falhas coletivas, individuais e frustrações.

Desta vez o grande “vilão” é o VAR, sistema de vídeo que auxilia e moderniza a arbitragem.

Sei que muitos vão discordar, graças a Deus, mas não podemos mais fechar os olhos para a modernidade e a capacidade de corrigir injustiças.

Não, o VAR não roubou ninguém.

Não, não, não, o VAR não eliminou os brasileiros na semi da Libertadores.

O VAR, na minha visão, apenas corrigiu erros que seriam cometidos por árbitros fracos e que não são treinados de forma correta.

Na partida entre Grêmio e River, analiso como correta as decisões do árbitro auxiliado pelo vídeo.

No primeiro gol do River, jogada normal. Movimento do braço é normal, a bola bate e não a mão bate na bola.

Pênalti? Óbvio. Bressan abre o braço, aumenta o ângulo de defesa deliberadamente, querendo levar vantagem.

Claro que a emoção é maior que a razão, mas não da mais para reclamar de injustiças, precisamos acordar.

Palmeiras e Boca. O time paulista saiu na frente, dez minutos, estádio em loucura, lance anulado.

Sim, anulado de forma correta.

Aí vem o fator CABEÇA. O time perdeu a concentração e a classificação.

Enfim, os times precisam trabalhar o uso do VAR em todos os sentidos. Ele veio para ajudar.

Pode melhorar? Claro, mas esqueçam o futebol antes do VAR, as coisas mudaram.

Reprodução do programa Dividida FC.

Rapidinhas. 

Sul-americana
O Flu foi para a semi, será que dá título? Antes, confronto brasileiro contra o Furacão.

Jogos Estudantis
O bicho está pegando na primeira edição dos jogos estudantis. Todas as informações sobre as partidas e modalidades você encontra no hotsite especial aqui no Folha Vitória.

Brasileiro
Rodada de fogo para Palmeiras, que recebe o Santos.
Flamengo e São Paulo no Morumbi.
Grêmio voltando para a briga na libertadores e lá embaixo, luta para ficar na primeira.

COB
O capixaba Christian Trajano é o mais novo integrante do Comitê Olímpico Brasileiro. Ele já está no Rio de Janeiro,  onde vai gerenciar o departamento de educação e prevenção ao doping. Médico por formação, Trajano deixou há poucos meses a direção técnica da ABCD, Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem. Boa sorte e que os ensinamentos sejam passados aos futuros atletas.

Hoje temos um encontro, às 16hs, facebook do Folha Vitória, Dividida FC. Siga a gente no instagram, @divididafc

Abs.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *