América, ai vamos nós

A semana começa com a expectativa dos clubes brasileiros em estrear nas oitavas de final da Taça Libertadores da América. Para quem quer conquistar o mundo, a América é o primeiro passo. O Grêmio, atual campeão, vai para a Argentina enfrentar a o Estudiantes. Sabendo o que precisa fazer, o tricolor gaúcho espera repetir a receita do ano passado. Na quarta-feira, três times, dois jogos. No Chile, o ... leia mais

Um homem chamado Romero

“Fui num baile em Assunção, capital do Paraguai…”, o resto vocês sabem neh? O que dizer de Romero em 2018? Que homem. O paraguaio vive seu melhor momento na carreira, e vestindo a camisa do Corinthians. Agora, co mo centroavante, ele desandou fazer gols. Foram 6 em três partidas. Quando Carille decidiu ir embora, muita gente achou que o Corinthians ia sair do trilho. Saiu por alguns ... leia mais

Gols e mais gols, que rodada!

Se a gente reclamava da baixa produtividade do futebol brasileiro no pós-mundial, agora é só elogios. Pela 16ª rodada, em 9 partidas foram marcados 26 gols. Média de quase 3 por jogo (2,88). Flamengo, São Paulo, Corinthians e Palmeiras foram os responsáveis por tantos gols. A disputa entre rubro-negro e tricolor vem ganhando força. Um verdadeiro pega-pega pela liderança. Dois times fortes, mas com ... leia mais

Sobe, desce e nada de brilho

Na semana passada falamos aqui da viagem no tempo em relação a assistir a Copa do Mundo e depois ter o Brasileirão pela frente. Passada três rodadas, depois da paralisação para o mundial, o que vemos aqui no nosso país é um futebol bem, mas bem fraquinho. Nenhum time emplaca um sequência de boas partidas, de futebol vistoso e que mereça destaque. É verdade que o São Paulo venceu duas partidas, mas não ... leia mais

Gol sem festa

Desde pequeno, me acostumei a me preparar para comemorar os gols do meu time. Na infância, quando arriscava umas jogadas nas quadras do colégio, pensava na comemoração pós-gol. Pelo visto, se não estiver enganado, as futuras gerações não terão o mesmo prazer que eu. Depois da Copa do Mundo, com o retorno do Brasileirão, percebi uma mudança bem chata no futebol. Faz gol, comemora e leva cartão. Um dos ... leia mais

30 dias e voltamos a realidade

A rodada do Brasileiro mostra uma coisa: a Copa 2018 foi um E.T. no calendário brasileiro. Não, não!Ela não é a culpada. Assistindo alguns trechos de partidas do futebol brasileiro, percebi que nada mudou. Erros de arbitragem, jogadores reclamando o tempo todo e um futebol bem pequeno. A lição Neymar, que ficou marcado por supostas simulações, não adiantou de nada. Na partida entre Flamengo e São ... leia mais

A bola volta a rolar em terras tupiniquim

Bom dia, amigos do Dividida FC e amantes do esporte. Foram 30 dias de Copa do Mundo, 30 dias de fortes emoções e novidades. A Copa passou e com ela, nossas expectativas, nossas ansiedades e por último, nossa frustração de não ter chegado a final. Pois bem, vida que segue. Sem tempo de esfriar, essa semana retoma o Campeonato Brasileiro, e quem deve levar? Bom, essa é uma pergunta que ninguém é capaz ... leia mais

Somos todos Croácia

Depois de quase 30 dias, chegamos a definição da Copa da Rússia. França e Croácia vão decidir quem fica com a Copa do Mundo. Por razões óbvias, e também por sempre “gostarmos” dos mais fracos, a grande maioria dos brasileiros vai torcer pelos croatas. A explicação também pode estar nos traumas que temos em relação aos franceses, ou esquecemos a final de 98? O gol de Henry em 2006? Não ... leia mais

Ouvido, boca, olhos… Como superar?

Foram três dias de imersão. Dias de aperto, dor, angústia. Acabou. Não, ainda não. Na gangorra da paixão, o futebol é capaz de fazer você ir às nuvens e descer até o mais fundo buraco. Foram dias acreditando, sonhando, vibrando… mas acabou. Serão mais quatro anos de expectativa, angústia, listas, testes, amistosos, eliminatórias e Catar 2022. Que os brasileiros possam evoluir e entender que ... leia mais

Camisa que pesa, time que joga

Quem gosta de futebol sabe que o termo “camisa que pesa” sempre gerou muita discussão. Será que a força de uma camisa, que tem história, conquistas, é capaz de fazer um time, uma seleção vencer? Bom, se ajuda eu não tenho certeza, mas que tem que respeitar, ah, isso tem viu. O Brasil, que chegou como grande favorito ao mundial, acabou tropeçando na estréia e levantou suspeitas. Todos ... leia mais