Eurico Miranda pede desculpas após briga generalizada no clássico

O dirigente alegou que chegou a pedir torcida única para o duelo. Ele também insinuou que a confusão pode ter sido motivada por motivos políticos

 Versão para impressão  
Crédito: Marcelo Sadio/Vasco.com.br
O presidente do Vasco reforçou o pedido de desculpas
Foto: Marcelo Sadio/Vasco.com.br

Rio - O presidente do Vasco, Eurico Miranda, convocou uma coletiva após o clássico com o Flamengo, neste sábado, para comentar a briga generalizada em São Januário e pedir desculpas pelo incidente. A confusão teve até bombas lançadas e obrigou jogadores do Flamengo e a arbitragem, preocupados, a permanecerem no centro do campo após o apito final.

"Eu preciso, como presidente do Vasco, pedir desculpas. O que aconteceu aqui não é Vasco. Isto aqui não é Vasco. Estou apresentando o meu pedido de desculpas em nome do Vasco. O que aconteceu aqui não tem nenhuma justificativa", afirmou Eurico.

Além do pedido de desculpas, o dirigente alegou que chegou a pedir torcida única para o duelo. "Preciso deixar uma coisa bem clara. Nós tomamos todas as providências para que o jogo pudesse ocorrer sem nenhum incidente. Não sei se mudaria algo, mas sugeri que o jogo fosse com torcida única, e a PM não quis atender esse pedido."

Eurico também insinuou que a confusão pode ter sido motivada por motivos políticos. "Isto exige algumas explicações e até uma reflexão maior. Fizemos um esforço muito grande em recuperar São Januário, que é um estádio histórico. Encontramos ele totalmente degradado e o recuperamos", descreveu.

"Não estou dando explicação, estou querendo dizer claramente que algumas coisas contribuíram para que isto viesse a acontecer. É algo que me parece - tenho certeza - que estava preparado. A primeira derrota que tivemos aqui, contra o Corinthians, já houve uma tentativa. Uma série de fatores contribuíram", acrescentou.

Ainda assim, apesar da tentativa de politizar a tragédia, o presidente do Vasco reforçou o pedido de desculpas. "Vou reiterar. Esse é um pedido formal de desculpas, não aos vândalos que fizeram isso, mas a imensa torcida do Vasco. E também aos outros torcedores."

TAGs

  • desculpas
  • flamengo
  • jogo
  • presidente
  • vasco
 Versão para impressão  
Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016