Pedra Azul – o magnifico cartão postal capixaba pela Rota do Lagarto

Ela é Imponente, azulada e com um desenho único. É esculpida pela natureza. Pedra Azul está localizada no município de Domingos Martins, a apenas 90km da capital, do Espírito santo. Com uma área de verde exuberante, alta gastronomia e serviços de hospedagem que esbanjam bom gosto e sofisticação. Uma das principais atrações é a Rota do Lagarto. São 7km que revelam belíssimas paisagens e muito sobre esse famoso monumento rochoso de 1.822 metros de altura. Para conhecer a região, nossa dica é que você tire um tempinho para aproveitar todas as opções de lazer. Você pode começar conhecendo o Parque Estadual de Pedra Azul.

Criado em 1991 para proteger todo o patrimônio natural. Lá, dentre os passeios mais procurados, destacam-se os que levam até às piscinas naturais e a trilha ao ponto mais alto da pedra permitido ao turista. A paisagem é de tirar o folego! E que tal saber mais sobre o desenvolvimento sustentável? Na região acontece uma cavalgada ecológica que mostra todo processo produtivo do café orgânico e também da criação cavalos noruegueses. O Cafezinho que tomamos nesse lugar e os belos animais, tem uma forte ligação.IMG-20170621-WA0039

É o que explica o engenheiro agrônomo engenheiro agrônomo Edmar Binotti. “Nós somos totalmente dependentes desse cavalo de raça norueguesa, os Fjords. Nós tentamos fazer um ciclo de tudo aqui não podemos perder nada. Você vem até a cavalgada, faz esse passeio ecológico, no meio das matas nativas, o animal por sua vez já produziu os dejetos na cama dele. Levamos para mata nativa, onde tem os microrganismos adequados para decompor e gerar o adubo que vai ser o café que, no final das contas, você vai beber depois da cavalgada”, explica.  Vale destacar que este, é o único lugar do Brasil, onde você encontra a raça Norwegian Fjords. Quem os trouxe pra cá, foi a princesa da Noruega Ragnhild Alexandra Lorentzen (1930- 2012) junto com o marido, Erling Lorentzen, que fizeram desse cantinho capixaba, um dos lugares que viveram pelo mundo.  “De fato eles trouxeram a cultura, o respeito pela natureza, o respeito e admiração pelas pessoas… Isso é um grande legado que eles estão deixando aqui pra gente”, conta o engenheiro que trabalha na fazenda desde a inauguração, em 1994. Depois de conhecer um pedaço da Noruega em Pedra azul, é hora explorar mais! E com todas as subidas e descidas da Rota do Lagarto, quem opta pelo conforto, pode fazer esse percurso de carro, a pé, com aquela corridinha ou até mesmo de bicicleta. Para aqueles querem, sim, se movimentar, mas curtindo a paisagem e degustando um bom vinho tem outra alternativa. IMG-20170621-WA0060
IMG-20170621-WA0050O empreendedor Oracio Barcellos decidiu investir com a sócia em um negócio voltado para o ciclismo na região, justamente pelo habito das pessoas irem à Pedra Azul para comer, beber e dormir, por conta do clima que é super propício a isso. “Vimos a necessidade de um lazer saudável. A pegada é de cicloturismo. Então você vai passear, pedalar, parar, contemplar a natureza, tomar um cafezinho da região é maravilhoso”, conta. Para confirmar tudo isso que o Orácio disse, que tal uma voltinha? Apesar de funcionar a bateria, não pense que a atividade não precisa de segurança. Você precisa de capacete e antes de começar o passeio, testar a bike. Impossível não se apaixonar. A cada trecho uma imagem da pedra, um novo ângulo e lugares pra conhecer… Fazer aquele registro, e claro, provar da culinária, que nessa região é especialmente multicultural. Isso porque você pode saborear pratos que passam pela Itália, por Portugal e também os que são exclusivos com alimentos típicos da região.  Depois de comer, é só continuar pedalando e sentir a boa brisa da temperatura amena.  IMG_0894

Do início ao fim da rota são diversos espaços comerciais, o mais recente, inaugurado em abriu do mês de maio deste ano, é a loja Tutte Mani, do Instituto Jutta Batista da Silva (IJBS). É uma diversidade de artigos artesanais produzidos localmente. Segundo a artista plástica capixaba, Jaqueline Chiabay, o artesanato de Pedra Azul tem grande potencial, principalmente quando se trata de arte envolvendo um projeto social. “Eu acredito muito no que vejo aqui. Essa paisagem inspira! São voluntárias que trabalham nas peças e se dedicam para ajudar o próximo. Além da essência desse lugar maravilhoso é um projeto social que está por trás. É realmente muito bonito o que nós temos nessa região”, conta a artista plástica. O trabalho artesanal, com toda a produção orgânica movida pelo agroturismo, faz com que a comunidade se ajude bastante e se movimente em prol da divulgação para atrair o turismo. Atividade essa que move a economia de Pedra Azul. É o que afirma Eugenio Mello, empresário do ramo alimentício na região. “Com o desenvolvimento do agroturismo para agricultura familiar como uma coisa mais importante, a gente pode dizer que 30% da economia local depende hoje do turismo diretamente, indiretamente muito mais porque 82% da população é rural e vive também do turismo, pois nos fins de semana estão trabalhando nas pousadas e hotéis”.IMG_1865

Falando nisso, na rota você encontra 7 belas pousadas e todas aqui levam a sério o romantismo e o encantamento pela pedra, cada uma com suas peculiaridades e atrativos que vão desde o serviço prestado, a arquitetura.
Um exemplo é essa pousada projetada pelo consagrado arquiteto Zanine Caldas. Rustica e aconchegante, a construção faz uma harmonia perfeita com a paisagem da Serra Capixaba e o destaque, claro, vai para a magnifica Pedra azul.

IMG_0854A empresária Lília Mello é tão apaixonada nessa região que comprou um terreno já pensando nos critérios para entrar no Roteiros de Charme – uma associação fundada em 1992 que seleciona anualmente pousadas e hotéis por meio de rígidos critérios quanto ao conforto, qualidade de serviços e responsabilidade sócio-ambiental. Com dois anos, a pousada de Lília passou a fazer parte dessa lista e, ainda, conquistou outro reconhecimento, o Exclusive Collection Hotels – um selo de qualidade que reúne uma coleção de hotéis independentes com diferenciais de mercado catalogados por parâmetros internacionais. “A nossa missão está sendo cumprida porque nós também estamos conseguindo surpreender e encantar com a pousada”, declara Lilia.IMG_0801 IMG_1060 IMG_1035Todos os quartos da pousada tem um tema específico. Segundo a designer de interiores que assina o projeto, Joilma Ruberth, é como se em cada suíte tivesse um pedacinho do mundo. “O design propõe uma experiência para usuário. Cada bangalô tem uma temática de decoração e essa temática tem um conceito do local que a gente se propõe a homenagear e que o entorno se adeque a essa concepção de projeto”, explica.Todo o charme daqui atrai casais apaixonados. Esse especialmente veio de longe. Os dois são paulistas e pela primeira vez estão aqui no estado. “Sensacional! A cima de tudo a temperatura a noite foi fantástica. Senti um clima europeu, friozinho gostoso!”IMG_0890Esse climinha das montanhas somado as opções de agroturismo e gastronomia, fazem deste pedaço do Espírito Santo uma das regiões que mais movimenta o turismo, atraindo visitantes de todo o Brasil e do mundo.

Anne Carpe

(208Publicações)

No comando do Art et Décor, programa pioneiro nos segmentos de arquitetura e decoração, Anne Carpe é jornalista, mas antes de tudo, se aventurou no curso de design de interiores para desbravar o mundo da criação. Atenta as tendências, notícias e a tudo que se refere ao novo, ela conseguiu somar o jornalismo e a paixão pelo design em um espaço de comunicação. Faz parte do time da TV Vitória/Rede Record desde o inicio de 2013. Trabalhou como repórter dentro dos jornais da programação, participou da produção e execução de importantes séries e hoje atua como editora-chefe e apresentadora do programa Art et Décor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>