Uma estória sobre sapatos e educação

Olá,

** CURTA A PÁGINA DO BLOG EDUCAÇÃO E EMPREENDEDORISMO NO FACEBOOK **

“Havia uma escola muito carente na qual os alunos que ali estudavam precisavam de tudo, inclusive roupas e calçados.

Um grupo de pais e professores bem intencionados se reuniu e decidiu fazer uma “vaquinha” para ajudar uma turma a cada ano com os sapatos.

Resolveram começar pelo grupo 5 e foi então que surgiu a questão:

– Quanto calça uma criança de 5 anos?

– O meu filho, aos 5 anos, calçava 29.

– É, o meu também.

– A maioria deve estar calçando por aí…

Compraram um lote de sapatos número 29 e distribuíram às crianças.

Alguns ficaram muito felizes, outros com os pés apertados e outros com o calçado saindo dos pés.”

E a grande moral da estória é: se admitimos com muita naturalidade que os pés de cada criança, ainda que na mesma idade e perfil, são diferentes, por que esperamos que seus cérebros sejam iguais?

Por que continuamos querendo ensinar a todos de uma mesma maneira?

Por que continuamos querendo avaliar a todos sob os mesmos critérios?

Ficam algumas conclusões para somar com as que você, leitor, já tirou:

– Quando se trata de sapato e educação, a média ou a maioria pode não ser um parâmetro suficiente.

– Um número de sapatos ou um método único e fechado pode deixar pessoas “apertadas” ou mesmo “descalças” em seus processos de aprendizagens.

– Sendo o cérebro extremamente ‘plástico’, suas diferenças entre crianças e adultos deve ser ainda muito mais significativa e expressiva que aquelas diferenças visíveis nos pés.

Se quisermos atender a todos com eficácia, é necessário perguntar a cada qual quanto calça e apresentar-lhe o sapato adequado para cada fase de sua vida, já que seu pé cresce e o sapato do ano anterior pode não servir mais.

Fica para reflexão e ação!

Sucesso aos Empreendedores!

Até o próximo post!

** CURTA A PÁGINA DO BLOG EDUCAÇÃO E EMPREENDEDORISMO NO FACEBOOK **

(474Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *