Ivete Sangalo e a maternidade – Desacelera Aí

Quando eu tive meu filho, eu não fazia ideia da importância de desacelerar… Desde sempre e durante a gravidez toda trabalhei feito louca num ritmo mega acelerado, por 2 meses viajando de Campinas a São Paulo todos os dias, correndo pelas rodoviárias e terminais tendo até sofrido uma queda que resultou em um ultrassom a mais para ver se estava tudo bem com o bebê… Acordava às 4h da manhã para pegar a van às 5h, chegava na estação onde pegava o metrô até a última parada quando então pegava o ônibus da empresa que ficava em São Bernardo do Campo. Chegava às 8h e trabalhava muito até às 17h. Aí pegava o fretado, o metrô e, na volta, o ônibus de linha para chegar em casa às 20h. Incansável! Cheia de energia! Workaholic assumida! Feliz! Adorava trabalhar muito (ainda gosto!). Meu plano era parar os 4 meses de licença-maternidade mais 1 mês de férias e depois colocar a criança em uma escolinha dessas de 12h e continuar trabalhando feito louca. Mas a vida tinha outros planos, outros aprendizados e outros rumos para mim. Meu filho precisou de mim mais do que a maioria já precisa naturalmente e isso me fez estudar e descobrir que eu estava planejando terceirizar a parte principal da formação de uma pessoa: a Primeira Infância! Convivendo 12h por dia com outros adultos até os 6 anos, seus valores e princípios seriam moldados, em grande parte, por estes outros adultos! O vínculo comigo seria menor… Tantas perdas… Tantas… 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas dormindo, bebê e close-up
Vendo essa foto da @ivetesangalo fiquei pensando que até a cantora de “Acelera aí” sabe quando é tempo de desacelerar! Lindo! 💙 #veveta#gemeos #puerperio #maternidade
Marque uma mãe ou pai que você gosta. 🙏🏻
@isa.minatel
Psicopedagoga ABPp: 13364
Autora do livro “Crianças Sem Limites”
Diretora Pedagógica da Escola de Pais Mundoemcores.com
Mãe do Petrus

(474Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *