Conheça a história da Mariana, que venceu a luta conta o câncer de mama

Descobrir um câncer de mama é um susto para qualquer mulher. Para a analista de gestão de clientes Mariana Sousa Rodrigues, 34 anos, a sensação não foi diferente. O medo e a vergonha também foram sentimentos presentes na vida dela.

“As pessoas associam câncer com morte. Eu estava careca, com buracos no cabelo. Quando eu botei o pé na academia, a academia toda olhou para mim. Todo mundo. Aí eu baixei a cabeça”, conta ela.

No entanto, Mariana deu a volta por cima e todos os sentimentos negativos se transformaram em superação. “Eu levantei a cabeça. Vergonha pra que? Eu segui e tenho muito orgulho de mim por ter conseguido chegar até aqui”, disse. Quando descobriu a doença, ela estava com 32 anos. Foram 21 sessões de quimioterapia e 30 de radioterapia.

Mariana enfrentou uma luta difícil, mas cada vez mais comum entre as mulheres brasileiras. A estimativa é de quase 58 mil novos casos de câncer no país, de 2016 até o final deste ano. Somente no Espírito Santo, mil mulheres devem ser diagnosticadas com a doença.

O Hospital Santa Rita, referência no tratamento do câncer no Estado, também observou um aumento de 37% nos casos. Desde 2013, mulheres mais jovens descobrem que têm a doença.

Ir ao médico todos os anos, não ter medo de fazer os exames e não deixar para depois faz muita diferença. Os novos casos no Estado aumentaram 53% de 2016 para 2017 e muitas mulheres morreram no Espírito Santo por conta da doença.

Confira a reportagem completa com a história da Mariana:

ES Solidário

Para reforçar a importância do diagnóstico precoce, a Rede Vitória abraça a causa e promove mais uma edição da Campanha Espírito Santo Solidário. Desta vez, em parceria com a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc) para reiterar a ideia do Outubro Rosa.

O gesto concreto desta edição da campanha vai arrecadar fraldas geriátricas tamanho G. Para doar, basta levar o produto a qualquer unidade da Rede Farmes no Espírito Santo. O que for arrecadado será entregue à Afecc e destinadas para os pacientes que fazem tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

(245Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *