Grupos de apoio são parceiros no tratamento de mulheres com câncer

Enfrentar qualquer problema não é fácil. Quando se trata de um caso de câncer, a luta fica ainda maior. As mulheres que estão passando por essa situação podem contar com o auxílio de um grupo de apoio, que ajudam a enfrentar a doença de uma maneira mais leve.

Os encontros das mulheres se transforma em uma verdadeira festa. Dentre os assuntos do bate papo, elas aprendem várias formas de amarrar um lenço, gesto que já faz parte da vida de muitas delas. Cuidar da auto estima ajuda a enfrentar a doença. É importante ocupar a cabeça com outras atividades.

A dona de casa Ivaldete Coelho Vargas, por exemplo, reconhece que é difícil esquecer a doença, mas ela se ocupa com diversas atividades, como a pintura. “A gente chega caidinha, triste. Mas a gente vê as outras todas alegres e a gente se espelha para ter forças para lutar contra a doença”. disse.

Quem precisou enfrentar a doença por duas vezes foi a dona de casa Nete Alcântara. De acordo com ela, houve uma queda da auto estima e ela nem se via mais como mulher. Foi com o apoio do grupo que ela levantou a cabeça e fez até uma tatuagem. No lugar da cicatriz, agora tem flores. “Hoje eu não olho isso mais como uma cicatriz, mas como uma obra de arte. Por isso eu mostro”, conta.

No Espírito Santo, o grupo existe há 13 anos. São quase duas mil mulheres cadastradas. Muitas, atendidas junto com as famílias. Elas encontram apoio, amizade, exemplos e muitas risadas.

Foi com um sorriso no rosto que a dona Laudiceia contou que o câncer de mama nela voltou na mesma mama. Dessa vez, também atingiu a coluna. Com o apoio do grupo e da família ela está firme e forte. “A enfermidade a gente detona ela e não deixa ela detonar a gente. Tem dia que ela quer me derrubar da cama. Nós podemos vencer e continuar erguidas e bonitas”, relata.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Espírito Santo são cerca de mil novos casos da doença por ano. Por isso, é importante que toda mulher vá ao médico e faça o autoexame.

Para reforçar a importância do diagnóstico precoce, a Rede Vitória abraça a causa e promove mais uma edição da Campanha Espírito Santo Solidário. Desta vez, em parceria com a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc) para reiterar a ideia do Outubro Rosa.

O gesto concreto desta edição da campanha vai arrecadar fraldas geriátricas tamanho G. Para doar, basta levar o produto a qualquer unidade da Rede Farmes no Espírito Santo. O que for arrecadado será entregue à Afecc e destinadas para os pacientes que fazem tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

(245Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *