8 fev 2011

Polícia descarta culpa de clube em morte de criança afogada em Cachoeiro

Publicado às 14:52 | Postado por Folha Vitória

A polícia concluiu o inquérito sobre a morte do menino Eduardo Lima, de três anos. A criança se afogou na piscina do clube Jaraguá, em Cachoeiro de Itapemirim, no dia 23 de maio de 2010, durante a eleição do novo presidente.

O acidente, que resultou na morte do menor, aconteceu quando a mãe o deixou aos cuidados do irmão, de oito anos, próximo à piscina. Ela havia ido buscar uma bolsa, e quando voltou, cerca de três minutos depois, Eduardo já não estava no local. O delegado Guilherme Eugênio disse que ninguém será indiciado pela ocorrência.

Não existem indícios de erro de conduta do Jaraguá Clube, uma vez que a piscina estava interditada, ficando a responsabilidade com a mãe de Eduardo. A mãe será indiciada por negligência requerendo o perdão judicial, pois o resultado do crime é tão doloroso ao autor, o que transforma a pena em desnecessária e o Juiz pode deixar de aplicar a condenação.

“Com informações do correspondente da Rede Vitória no Sul do Estado, Ramon Barros.”

Compartilhe com seus amigos: Permalink:

Faça seu comentário

*O e-mail não será divulgado no seu comentário

Alterando sua foto

Para a sua foto aparecer em seus comentários, é só seguir os passos abaixo:

- Faça um cadastro no site Gravatar (link: www.gravatar.com), com upload da foto.
- Ao comentar nas postagens, preencha o campo com o mesmo e-mail que você cadastrou no Gravatar.


4Ps Agência Digital agência digital 2007 - FOLHA VITÓRIA - Todos os direitos reservados - Anuncie - Expediente - Cadastro - Fale Conosco - Política de Privacidade - RSS