TV aberta: o principal meio de comunicação do país, por Hilton Madeira

Hilton Madeira  é Diretor de Marketing da Record TV Por mais que novas mídias apareçam, mais a TV aberta se consolida como o principal meio de comunicação do país. E não sou eu quem diz isso! São os números, principalmente os de faturamento e os de cobertura geográfica. Não desmerecendo nenhum outro veículo ou meio, mesmo porque fazemos parte do mesmo mercado, mas a supremacia da TV aberta é ... leia mais

Boas marcas vêm de grandes esforços, por George Bomfim

George Bomfim é publicitário, diretor criativo da Exemplo de Propaganda e responsável pela criação de grandes marcas, como Dadalto, D&D, Supermercados Perim, Óticas Paris, Imobiliária Universal, Adcos, Transportadora Continental, Alvomac, Grand Construtora, Digital Tiger, Maely, Littig Engenharia, entre outras Contato visual, identificação, fidelidade. A ordem é lógica, mas a ciência não é exata. ... leia mais

Marcas fortes, por Fredy Calatrone Pessin

Fredy Calatrone Pessin é Presidente do Sinapro/ES Toda instituição, com exceção das que compõem o terceiro setor, tem por finalidade o lucro. Portanto é evidente que em todas as ações executadas por ela exista uma busca contínua por ROI, retorno sobre investimento, que em alguns casos não necessariamente significa dinheiro em caixa, mas ganhos em posicionamento e reputação, principalmente quando ... leia mais

Marcas não são nomes, são sobrenomes, por Fernando Machado

Fernando Machado é diretor-geral da Rede Vitória Tenho pensado muito na analogia entre pessoas e empresas. Assim como as pessoas carecem de valores, família e pertencimento a uma comunidade, as empresas também precedem de uma série de predicados para existirem, como fazer um bom produto, prestar um bom serviço, ter envolvimento, responsabilidade social etc. leia mais

A dor da mudança corporativa

Wallace Vieira é Presidente da Wattz Consultoria e do Portal Mentores SA Muitos empresários e empreendedores vivem hoje uma dor e uma angústia profundas na gestão de seus negócios. Sentem que o controle está indo embora como água escorrendo pelos dedos, que o consumidor já não é o mesmo, e a consequência deste cenário é um sentimento de medo cada vez maior, que os impede de sair da posição de inércia. ... leia mais

O intermediário morreu, vida longa ao intermediário

“Inovação não é uma nova tecnologia, mas mudança cultural causada por ela na sociedade” Marshall McLuhan Nenhuma nova tecnologia prometeu matar mais modelos de negócios, empresas e empregos do que a Internet, e nenhuma tecnologia falhou mais miseravelmente como serial killer. O varejo físico, que iria sucumbir com a chegada da Amazon, viveu para vê-la comprar uma cadeia de alimentos naturais e ... leia mais

O valor da água

22 de março. Uma data, uma convicção! O Dia Mundial da Água deve trazer à tona o debate sobre quais estratégias estão sendo formatadas para que programas hídricos inspirados no meio ambiente possam beneficiar a quem tem direitos, deveres e responsabilidades com este valoroso recurso natural. Este ano, a campanha “A resposta está na natureza”, da Organização das Nações Unidas, abordará como a ... leia mais

Sem repertório não há diálogo

Em plena era da incerteza, a disrupção é uma realidade inconveniente que equivoca e vira ao avesso verdades gravadas em mármore. Negócios morrem em seus formatos de sucesso ou fracasso, não importa, para ressurgirem mais impactantes logo à frente. A frase do filólogo grego Aristóteles: – “Só sei que nada sei” salta do século IV a.C para o nosso século XXI como chave de transformação da ... leia mais

Finanças Municipais: O perde e ganha dos municípios no ICMS

A gestão das cidades capixabas não será nada fácil em 2018 e, para alguns municípios, o desafio será ainda maior com o perde e ganha na partilha do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS. Dos 100% arrecadados do imposto no Estado, 25% é dividido entre os 78 municípios e, seguindo as variáveis que dão base ao cálculo para o que cada cidade vai receber, o alerta precisa ser ... leia mais

Dos pobres ao rico: começa a temporada 2018 no Brasil

Rapaz, não é fácil falar de futebol em um país que respira bola. Em ano de Copa do Mundo então, piorou. Todos seremos técnicos, seremos jogadores e, principalmente, “corneteiros”. Nessa quarta-feira, o futebol volta a respirar, transpirar e inspirar em gramados brasileiros. Vão começar os estaduais. Uns mais importantes que os outros, mas todos com o mesmo charme e a rivalidade local. Nós, do Dividida ... leia mais