O gatinho chegou: como cuidar do filhote

Para a alegria da casa, um novo membro chegou na família para trazer felicidade e carinho: um gatinho! Mas antes de começar as brincadeiras, é preciso ficar atento aos cuidados que se deve tomar para que a adaptação do felino seja tranquila e saudável.

A começar pela alimentação. Já nas primeiras quatro semanas de vida, quando desmamam, os gatinhos estão prontos para alimentarem-se com comida sólida de três a seis vezes por dia. Geralmente, as oferecidas no mercado fornecem uma dieta sustentável para o período de desenvolvimento.

O ponto principal de atenção nesse caso é a ingestão de líquidos: felinos costumam ter mais probabilidade de desenvolverem problemas renais, por isso é importante estimular o bichano a tomar água desde cedo: seja ligando a torneira periodicamente ou comprando uma fonte de água corrente – sem esquecer-se do potinho de água ao lado da comida.

Outro item que merece cuidado é a oferta de leite aos gatinhos. Como mamam quando filhotes, muitas pessoas acreditam que a bebida pode suprir as necessidades dos animais. No entanto, dar leite de vaca para os felinos pode prejudicar seu sistema de digestão: muitos gatos são intolerantes à lactose, o que pode causar vômitos e diarreia.

Diferentemente dos cachorros, que devemos ensinar com calma a respeito das necessidades fisiológicas, os gatinhos são instintivamente limpos e, por isso, gostam de ter um local exclusivo. Por isso, antes do felino chegar em casa, é importante comprar a caixa de areia, que se tornará o banheiro do bichano – ele descobrirá isso sozinho, podem ficar tranquilos.

A caixa de areia deve ser preenchida com uma areia higiênica específica para gatos e o único cuidado por parte do dono é limpá-la diariamente, caso contrário, o gato poderá encontrar outro local na casa que esteja ainda mais limpo para poder fazer suas necessidades: os gatinhos realmente se importam com a higiene do local.

Falando em cuidados, vacinação e vermifugação não podem ser deixadas de lado em hipótese alguma: são essenciais para que seu animalzinho chegue e se mantenha com saúde ao lado da nova família. Por isso, a ida ao veterinário deve acontecer nos primeiros dias. Lá, o felino será medicado para crescer bem e protegido contra doenças, vermes e pulgas.

 

Adaptação

A principal dúvida levantada por pessoas interessadas em terem um gatinho é: como funciona a adaptação do felino?

Geralmente, os gatinhos chegam mais tímidos à nova casa. Isso porque, é uma tendência dos gatos serem desconfiados e precisarem analisar um ambiente até então desconhecido. Esse período de adaptação, no entanto, não costuma passar de uma semana. É só não ficar assustando o bichinho que, em poucos dias, ele sentirá segurança em interagir.

Em poucos dias, seu gatinho já estará acostumado com a casa e brincando por todos os cantos. Para estimular esse espírito mais brincalhão, há uma série de brinquedos no mercado que os donos podem utilizar para interagir com o bichano: bolinhas e penduricalhos que fazem barulho farão o felino correr por todos os corredores.

Arranhadores também são uma ótima opção para desestressar o bichano: gatos precisam arranhar para se espreguiçar, esticar e, também afiarem as unhas.

Outro ponto que vale ressaltar é que diferente dos cachorros, gatos não possuem, necessariamente, apenas uma casinha para dormir. Tendem a escolher locais diferentes todos os dias: geralmente perto dos donos e em lugares mais aquecidos durante a noite. Por isso, sempre é bom deixar um cobertorzinho espalhado pela casa.

Equipe Petblog

(90Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>