Como adaptar a casa para os gatos – eles vão amar!

Trazer um pet para a casa exige uma série de preparações, seja financeira, de tempo ou ainda relacionadas à adaptação do ambiente. Sim! Os animais domesticados também têm necessidade do enriquecimento ambiental, em diferentes níveis. No caso dos gatos, que geralmente têm espírito aventureiro e explorador associados a um temperamento mais tranquilo – em comparação com os cachorros, por exemplo, os gatos valorizam alguns momentos de isolamento –, para que o animal se sinta confortável e acostumado ao lar, os tutores podem pensar em algumas formas de adaptar a casa, pensando tanto na segurança quanto no entretenimento dos pets. Veja algumas dicas!

Janelas protegidas

Ao contrário do que dizem por aí, gatos não têm sete vidas: é preciso protegê-los da altura! Instalar redes de segurança em todas as janelas, independente do tamanho da abertura, é essencial para evitar acidentes. Isso porque os gatinhos adoram observar o movimento das ruas e podem se distrair ou mesmo se sentirem atraídos por alguma informação externa, correndo riscos de queda. Esse tipo de acidente é bem mais comum do que se imagina!

Arranhadores para salvar os sofás e cortinas

Uma das necessidades dos gatos é afiar/gastar as unhas e, caso não encontrem uma área adaptada para isso, os bichinhos provavelmente o farão nos sofás ou outros cantos da casa. Os arranhadores são uma solução para o problema e podem ser colocados de diferentes formas no ambiente, já que há muitos modelos disponíveis no mercado, além de opções que podem ser feitas manualmente – já apresentamos uma aqui no Petblog (veja aqui).

Diversão garantida com nichos e prateleiras

Já ouviu falar em gatification? Essa é uma tendência dos amantes de gatos que consiste em enriquecer os ambientes para que os gatos façam o que adoram fazer: subir, escalar e andar por aí. Instalar prateleiras altas e nichos adaptados para eles é uma forma divertida de adaptar espaços da casa para eles, e vale tanto para espaços grandes quanto pequenos. Com uma pesquisa na internet dá para encontrar centenas de inspirações e até mesmo mobiliários planejados especiais para a função.

 

Para além de divertir, a “gatificação” do ambiente pode garantir até melhoras no comportamento, já que auxilia que o animal explore, se distraia e se exercite. Há inclusive indicações de enriquecimento ambiental para os felinos por parte de profissionais de adestramento para casos específicos, como por exemplo quando dois gatos que convivem juntos estão brigando ou quando um novo cachorrinho chega ao lar. Funciona!

Cantinhos da soneca

Sem dúvida, um dos principais hobbies dos gatinhos é dormir (e como julgar?) – eles podem passar cerca de 70% do dia dormindo, entre sonos leves e profundos! Reservar uma caminha ou uma caixa acolchoada bem confortável para eles torna os cochilos mais confortáveis e garante que se sintam realmente em casa, com um cantinho especial inteiramente deles. Priorizar espaços mais escuros e reservados para os gatos é uma boa pedida, porque há momentos do dia em que eles procuram um pouco de sossego.

Plantas para dispensar

Uma observação que poucas famílias se ligam quando um novo pet chega ao lar é que algumas plantas que servem de decoração podem ser prejudiciais para os animais caso ingeridas, inclusive espécies conhecidas, como azaleia, antúrio, copo-de-leite, entre outras. A ASPCA (Associação Americana para Prevenção de Crueldade contra Animais) tem em seu site uma lista completa das plantas para evitar – veja aqui (em inglês, mas é possível identificar pelo nome científico).

Equipe Petblog

(152Publicações)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *