24/3/2008 às 15h42 - Atualizado em 24/3/2008 às 15h42

Moradores de Jardim Camburi discutem mudanças no trânsito

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Divulgação
O estudo de mobilidade urbana realizado pela Prefeitura de Vitória em Jardim Camburi será tema de reunião dos moradores do bairro, nesta segunda-feira (24), às 19h, no auditório da Escola Municipal Adelvani S. Ferreira de Azevedo (rua Vitorino Cardoso, 140, Jardim Camburi).

Essa é a segunda vez que a comunidade se reúne para discutir as propostas para o trânsito, que incluem a implantação de mão única em várias ruas e a construção de ciclovias, ciclofaixas e calçada cidadã.

"Já discutimos o tema em fevereiro, mas os moradores levantaram muitas dúvidas e aí decidimos fazer uma nova reunião”, afirmou o presidente da Associação Comunitária de Jardim Camburi (ACJAC), Wanderley de Oliveira. A entidade vem promovendo uma série de encontros para discutir o pacote de obras apresentado pela prefeitura para o bairro, em janeiro passado.

Na reunião do último dia 17, sobre a urbanização e reforma de praças do bairro, os moradores sugeriram a construção de uma quadra poliesportiva na praça Nilze Mendes, obra do Orçamento Participativo. Serão realizadas também melhorias nas Sagrada Família, Nilze Mendes, Amylton de Almeida, Taciano Pimentel e a da avenida Manoel Pereira.

“ Traffic calming”

A proposta para o trânsito é a de implantar no bairro o conceito de “traffic calming”. Está prevista a adoção de medidas para reduzir a velocidade nas vias, como a construção de rotatórias, e a construção de ciclofaixas e calçadas cidadã, melhorando as condições de mobilidade para ciclistas e pedestes.

Segundo o projeto, a maioria das ruas teria mão única com a inclusão de binários, de forma que o motorista possa ir por uma rua e voltar por outra. Apenas quatro vias principais, utilizadas pelo transporte coletivo, permaneceriam com mão dupla Carlos Martins, Fortunato Abreu Gagno, José Celso e a José de Oliveira Soares. Assim, o motorista entraria pelas principais ruas e acessaria as transversais.

As duas questões mais polêmicas dizem respeito as ruas Fortunato Abreu Gagno e Ranulpho Barbosa dos Santos. Os moradores defendem mão única para a Fortunato e comerciantes estão preocupados com a mudança sugerida para a Ranulpho Barbosa. De acordo com o projeto, essa via seria prioritária para pedestres e voltada para o comércio. Nela, só passariam os carros dos proprietários dos imóveis localizados na via e de consumidores para acesso ao estacionamento do comércio.

Segundo o secretário de Desenvolvimento da Cidade, Kleber Frizzera, o objetivo é melhorar a circulação de pedestres, incentivar o uso de bicicletas e reduzir os conflitos envolvendo carros, principalmente nos cruzamentos. Dentre as alterações previstas estão a criação de ciclorede e ciclofaixas, com tratamento dos locais para o trânsito de ciclistas, e a construção de calçada cidadã, para assegurar a acessibilidade às pessoas com condições de mobilidade reduzida, como idosos e portadores de deficiências. Além disso, são propostas mudanças de pavimento nas interseções de algumas ruas e elevação de faixas de pedestre, como medida de segurança.

O pacote de obras de Jardim Camburi inclui ainda obras de drenagem, a construção de viaduto no final da avenida Dante Michelini e novo acesso ao bairro, a partir da ligação da Norte-Sul com a BR-101. Até o final de março, as propostas podem ser consultadas na Administração Regional (Rua Pascoal Del Maestro, 635), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Além de praças e trânsito, a ACJAC já promoveu reunião sobre drenagem.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014