26/6/2009 às 20h34 - Atualizado em 26/6/2009 às 20h34

Palácio Anchieta se transforma na capital pomerana do Espírito Santo nesta sexta

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Divulgação/ Governo do Estado
Descendentes de pomeranos comemoraram, os 150 anos da chegada dos antepassados
Descendentes de pomeranos de diversos municípios capixabas comemoraram, na tarde desta sexta-feira (26), no Palácio Anchieta, em Vitória, os 150 anos da chegada dos seus antepassados ao Espírito Santo. O Salão São Thiago ficou pequeno para os mais de 800 descendentes que fizeram questão de prestigiar o evento, organizado pelo Arquivo Público do Estado e por representantes dos municípios e entidades culturais. O governador Paulo Hartung sancionou a lei, de autoria do deputado Atayde Armani, que institui o dia 28 de junho como o Dia Estadual da Imigração Pomerana, e autorizou a abertura de licitação para a realização de obras rodoviárias na região Centro Serrana capixaba.

Antes da solenidade oficial, um grupo de descendentes navegou pela Baía de Vitória para relembrar a viagem dos seus antepassados, ocorrida há 150 anos. O primeiro grupo de pomeranos chegou a Vitória no dia 28 de junho de 1859 a bordo do navio São Matheus, procedente do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, e para onde se dirigiam as embarcações oriundas de diversos países que exportavam imigrantes.

Caravela

O embarque ocorreu no porto de Hamburgo, no navio Eleonore, em 27 de abril. O grupo, composto por 117 colonos, que assinou contratos para trabalhar no Espírito Santo momentos antes do embarque, chegou ao Rio de Janeiro no dia 26 de junho. Para relembrar esse momento histórico, um grupo de descendentes, representantes de vários municípios de colonização pomerana, embarcou em uma caravela, que foi construída especialmente para as comemorações dos 500 anos do Descobrimento do Brasil, para fazer uma representação do momento mais esperado pelos antepassados: a entrada na Baía de Vitória e o desembarque definitivo em terras capixabas.

O embarque aconteceu no cais da Enseada do Suá, no início da tarde. Às 14h30, eles chegaram ao cais em frente ao Palácio Anchieta, para onde seguiram com o objetivo de participar da cerimônia oficial. Grupos de danças típicas se posicionaram na escadaria Bárbara Lindenberg para recepcionar os “imigrantes”, juntamente com mais 60 trombonistas, que executaram músicas folclóricas em frente à sede do Governo do Estado.

Cerimônia

Foto: Divulgação/ Governo do Estado
A cerimônia em comemoração contou com uma apresentação de dados sobre a cultura 
A cerimônia em comemoração à Imigração Pomerana contou com uma apresentação de dados históricos sobre a cultura pomerana e um momento religioso, capitaneado pelo pastor Helmar Roelke, que falou sobre a história da imigração pomerana no Espírito Santo e emocionou a todos. Em seguida, foram entregues, a diversos homenageados, o Registro de Entrada de Imigrante e o Quadro Histórico alusivo aos 150 anos da Imigração Pomerana, produzidos pelo Arquivo Público do Estado do Espírito Santo.

Na sequência, o governador Paulo Hartung assinou a lei instituindo o Dia Estadual da Imigração Pomerana, a ser comemorado na data de 28 de junho, e autorizou o lançamento do edital de licitação para o asfaltamento da estrada que liga os municípios de Itarana a Laranja da Terra, ambos colonizados por pomeranos. Hartung também autorizou a abertura de licitação para as obras de construção de quatro pontes na Rodovia ES 460 entre Serra Pelada – Laranja da Terra, subtrecho – São Luiz De Miranda.

Cultura

Mas foram as apresentações culturais que mais marcaram a cerimônia realizada no Palácio Anchieta. As apresentações ficaram por conta dos concertinistas e de um coral de professores que ensina a língua pomerana aos descendentes, acompanhado pela banda dos trombonistas. Dezenas de grupos de danças típicas também marcaram presença e fizeram várias apresentações na praça em frente ao Palácio Anchieta. Ao final da cerimônia, os participantes ainda puderam saborear produtos típicos da culinária pomerana, produzidos pelos familiares no interior do Estado.

O governador Paulo Hartung parabenizou o trabalho desenvolvido pelo Arquivo Público e ressaltou a importância dos pomeranos para a formação da cultura capixaba. Hartung destacou que o evento realizado no Palácio Anchieta foi uma forma de valorizar as tradições e a caminhada histórica trilhada pelos pomeranos e seus descendentes no Espírito Santo.

O vice-governador, Ricardo Ferraço, que também participou da cerimônia, falou, na língua pomerana, da alegria em comemorar a data tão importante para a construção da história, por tudo que os pomeranos representam para a formação do Espírito Santo. “Eu pude conviver de perto com as tradições e cultura dessa gente que tem a família, o trabalho e a religião como prioridade na vida, no dia-a-dia. Essa alegria se multiplica quando temos a oportunidade de anunciar importantes investimentos que vão permitir melhorar a infraestrutura e contribuir com a prosperidade numa região importante de nosso Estado”, disse referindo-se também à autorização para a abertura de licitação para construção de pontes e pavimentação de rodovia, obras que vão beneficiar a população da Região Centro Serrana do Estado.

De acordo com Ricardo Ferraço, com a pavimentação da rodovia, “o Governo do Estado espera melhorar a segurança, facilitar o escoamento da produção agrícola e melhorar a qualidade de vida das pessoas que transitam por esse extenso trecho. Investimentos como esses são necessários e a administração estadual trabalha para atender a todas as regiões do Espírito Santo, para garantir o equilíbrio harmônico entre a Grande Vitória e o interior", destacou o vice-governador.

Programação continua no interior

As comemorações vão continuar nos municípios do interior do Estado ao longo do ano. Neste sábado e domingo (dias 27 e 28), dia do aniversário, os eventos vão se concentrar em Santa Maria de Jetibá, onde será inaugurado um monumento alusivo aos 150 anos, entre diversas atrações culturais. Na região está concentrada a maioria dos descendentes de pomeranos no Espírito Santo.
Investimentos

As obras autorizadas nesta sexta (26) estão orçadas em R$ 56,1 milhões e fazem parte do Programa Capixaba de Investimentos Públicos e Empregos, que prevê investimentos da ordem de R$ 1 bilhão em 2009.

No trecho da Rodovia ES 460, entre Serra Pelada e Laranja da Terra, o Governo do Estado já realizou obras de pavimentação, mas as pontes não faziam parte do objeto do contrato, que era antigo, de 1998.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014