22/7/2009 às 16h27 - Atualizado em 23/7/2009 às 12h45

Acidente grave entre ônibus e carreta que transportava carros deixa 14 pessoas feridas na BR 262

Roberly Pereira
Redação Folha Vitória

Foto: Roberly Pereira

DOMINGOS MARTINS – Um acidente grave ocorrido na Rodovia BR-262 no final da manhã desta quarta-feira (22) deixou 14 pessoas com ferimentos leves e graves. O motorista do ônibus da Águia Branca, Paulo Braga, de 45 anos, ficou preso às ferragens do coletivo e sofreu fraturas nas duas pernas. Ele foi transportado para o Hospital São Lucas, em Vitória, por uma helicóptero da Polícia Militar.

O acidente aconteceu no km 80, no lado oposto do abrigo de passageiros do trevo de São Floriano, em Domingos Martins. O ônibus, de placas MQN 2028, de Cariacica, que fazia a linha Vitória/ Venda Nova do Imigrante, foi atingido quando estava estacionado no ponto, onde dois passageiros haviam embarcado.

O coletivo ainda não havia saído do local quando foi atingido pela carreta-cegonha Scania Vabis, de placas NFC 4517, de Carmópolis de Minas, em Minas Gerais. A carreta transportava 11 carros de passeio e caminhonetes da fábrica Fiat, sediada em Belo Horizonte.

Foto: Roberly Pereira
A carreta seria descarregada em concessionárias de Guarapari e Cachoeiro de Itapemirim. No impacto, o ônibus e a carroceria da carreta foram jogados em um precipício de mais de 15 metros.

Vários carros rolaram pela pirambeira e ficaram destruídos. Outros permaneceram atrelados à carroceria da Scania. Após a colisão,  o cavalo mecânico ficou tombado na pista com a frente destruída. O motorista da carreta Ronival José Cícero, de 32 anos, disse que seguia normalmente quando, na curva, o pino que conecta o cavalo mecânico à carroceria se rompeu, fazendo-o perdeu o controle do veículo.

“Não consegui segurar o carro na pista. A carreta ficou desgovernada e colidiu de frente com o ônibus”, disse o motorista Ronival, que sofreu apenas escoriações leves e foi medicado no local do acidente.

O motorista do ônibus foi retirado das ferragens após mais de uma hora de trabalho das equipes de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros. Os militares precisaram cortar a lataria do coletivo para libertá-lo.

Foto: Roberly Pereira
Mais de 30 bombeiros trabalharam para retirar Paulo Braga do ônibus amassado. Para atender os feridos foi montada uma verdadeira operação de guerra no local do acidente. Além dos bombeiros, dezenas de policiais militares de Pedra Azul, Conceição de Castelo, Marechal Floriano e Domingos Martins foram até o local.

Mais de dez ambulâncias das prefeituras de Marechal Floriano, Domingos Martins e Venda Nova do Imigrante foram mobilizados para atender as vítimas que foram transportadas para os hospitais Doutor Arthur Gerhardt e Padre Máximo.

O tráfego de veículos ficou paralisado, com filas de mais de 5 km nos dois sentidos da pista, durante o trabalho de resgate. Após ser retirado do ônibus, o motorista Paulo Braga recebeu os primeiros socorros dos médicos do Samu, que estiveram no local com uma ambulância.

Nota da Viação Águia Branca

Por meio de nota, a Viação Águia Branca informou que 13 passageiros sofreram escoriações leves. Desses, 10 passageiros foram socorridos em hospitais de Domingos Martins e Venda Nova do Imigrante e três passageiros foram encaminhados para hospitais em Vitória.

O motorista Paulo Antônio Braga e o cobrador Valceir Medeiros também ficaram feridos e foram socorridos em hospitais de Vitória. Segundo informações da Polícia Militar, o motorista da carreta não se feriu e com ele estava uma mulher e uma criança que foram encaminhadas ao Hospital São Lucas, em Vitória.

A Viação Águia Branca destacou ainda que está prestando toda a assistência aos passageiros. Uma equipe foi ao local para acompanhar todos os trabalhos.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014