31/7/2009 às 8h54 - Atualizado em 31/7/2009 às 12h48

Caminhão atinge ônibus da Viação Itapemirim e motorista morre

Roberly Pereira
Redação Folha Vitória

Foto: Roberly Pereira

Conceição do Castelo – Morte, tensão, lágrimas, destruição e trânsito bloqueado em acidente grave envolvendo um ônibus da Viação Itapemirim da linha Vitória/Belo Horizonte MSL 1294, de Cachoeiro de Itapemirim.

O coletivo foi atingido por um caminhão-prancha carregado com uma caminhonete e um carro de passeio que perdeu o controle em um trecho de alto declive. O desastre aconteceu no quilômetro 116,9, da Rodovia BR-262, na localidade de Indaiá, nas proximidades do trevo de Conceição do castelo, Região Serrana do Estado.

O motorista do caminhão Volkswagen MPB 4801, de Guarapari, Valmir Capelli, 45, morreu cerca de 40 minutos após o acidente, preso na cabine do caminhão. Ainda vivo, e preso pelas ferragens do caminhão-prancha, Capelli conversou com uma enfermeira que viajava no ônibus da Itapemirim da linha Guarapari/Vitória.

Ele pedia ajuda durante o breve diálogo com a profissional de Saúde que ficou estarrecida pela falta de socorro na região. A tristeza tomou conta do ambiente e várias pessoas choraram ao ouvir os lamentos de Capelli. Moradores, passageiros do ônibus e motoristas que estavam no local tentaram retirar a vítima com vida, mas não obtiveram sucesso.

O motorista, que também era dono do caminhão, acabou morrendo sem ser socorrido. O ajudante de cargas, Edilson Honorato Pereira, 28 anos, conseguiu sair da cabine do caminhão com ferimentos leves e foi socorrido no Hospital Padre Máximo, em Venda Nova.

Foto: Roberly Pereira
Quando a equipe do Corpo de Bombeiros da Região Serrana, do batalhão de Marechal Floriano, distante 70 quilômetros do local, chegou ao trecho onde ocorreu o acidente, o motorista já havia morrido. O corpo de Capelli foi encaminhado para o DML de Cachoeiro de Itapemirim.

O acidente aconteceu no início da madrugada desta sexta-feira. Os policiais militares Jefferson, Cassandro, Luciano, Ballardin e Erivaldes, que chegaram primeiro ao local, providenciaram socorro para o motorista do ônibus Alexander Martins Ferreira, 32, que sofreu lesões leves.

Os PMs auxiliaram no socorro de cerca de 30 passageiros do ônibus. A Viação Itapemirim enviou outro ônibus ao local. Cerca de dez passageiros sofreram pequenos arranhões na colisão entre o ônibus e o caminhão e também foram socorridos no Hospital Padre Máximo. 

Foto: Roberly Pereira
Segundo os PMs, o trânsito parou nos dois sentidos da pista durante mais de três horas devido o posicionamento dos veículos após a colisão. Segundo o ajudante de cargas, Edilson Honorato, chovia fino no momento do acidente, mas a probabilidade maior é de Capelli ter cochilado ao volante.

“Foi muito rápido o acidente, não dá para avaliar o que realmente ocorreu”, disse desesperado Honorato. Os dois carros – Toyota e Fiat Weekend – que estavam sobre a prancha foram arrematados num leilão em Belo Horizonte por Capelli. “Ele comprava e vendia veículos usados”, disse o ajudante aos policiais.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014