18/2/2010 às 9h18 - Atualizado em 18/2/2010 às 9h18

Mulher dada como morta "ressuscita" dentro do necrotério

R7
Redação Folha Vitória

Foto: R7
Uma colombiana que havia sido declarada morta por ataque cardíaco mexeu seu braço enquanto um funcionário da funerária começava a embalsamar o seu corpo.

Noelia Serna, de 45 anos, tinha esclerose múltipla e foi levada para o Hospital Universitário de Cali, na segunda-feira (15), por causa de um ataque cardíaco. No hospital, ele teve outro ataque e, desta vez, os médicos não conseguiram ressuscitá-la. Serna foi declarada morta na terça de manhã.

Duas horas depois, Jaime Aullon, funcionário da funerária estava preparando o corpo da mulher para o enterro quando notou que ela se mexia.

- Ela estava mexendo seu braço direito. Eu parei com o procedimento e a mandei de volta para o hospital para ser tratada.

Segundo o neurocirurgião Juan Mendoza Vega, do Conselho Nacional de Ética Médica da Colômbia, é muito raro, mas pode acontecer da frequência cardíaca de um paciente cair a um nível imperceptível, mas isso não quer dizer que ela tenha voltado da morte.

- Isto pode acontecer, mas não quer dizer que a pessoa tenha voltado à vida porque, na verdade, ela nunca esteve morta.

De acordo com o diretor do hospital, Luis Fernando Rendon, as chances de Noelia Serna – que permanece na UTI – se recuperar são muito pequenas.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014