| 21/6/2011 às 10h13 - Atualizado em 15/9/2011 às 19h14

Greve no Hospital das Clínicas completa duas semanas e prejudica população

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Reprodução TV Vitória
Servidores da Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo) estão em greve há duas semanas e a população afirma que está sendo prejudicada. Muitos pacientes do Hospital das Clínicas, em Maruípe, são obrigados a voltar para casa sem atendimento.

A desempregada Adriana Viana é moradora de Guarapari e veio para Vitória marcar uma cirurgia de hérnia umbilical. Ela teve que voltar para casa sem conseguir atendimento. "No próprio laudo o médico diz que deve ser cirurgia com urgência. Precisei passar por uma bateria de exames e quando finalmente chegou o dia de marcar minha cirurgia eu não consegui porque tem greve", reclama.

Além de Adriana, outros pacientes afirmam que foram prejudicados pela greve iniciada no último dia 6 por tempo indeterminado. Os atendimentos especiais e de doentes com acompanhamento estão mantidos, mas casos clínicos e consultas de rotina foram suspensos. "Todos nós somos trabalhadores e temos direito de greve, mas eles poderiam pelo menos avisar para a população que o hospital não estaria atendendo. Dessa forma ninguém teria saído de casa", afirma o vendedor Mario Luiz do Nascimento.

Eliésio Gomes, que está no comando da greve, defende os servidores. "A gente não pode deflagrar um movimento desse para funcionar 100%. Alguns casos podem ir para outros hospitais. Não existe apenas o Hospital das Clínicas na Grande Vitória", garante.

A greve dos servidores da Ufes também compromete o funcionamento do Restaurante Universitário (RU), do campus da Ufes em Goiabeiras, além das extensões da universidade em Alegre e São Mateus. Os grevistas reivindicam reposição salarial e o fim da medida provisória que propõe a privatização dos hospitais universitários.

"A luta é para a população mais carente porque privatizando o hospital o paciente terá que pagar pelo serviço. Não queremos isso e queremos que o Governo retire do Congresso Nacional o projeto de lei que congela nossos salários por 10 anos", finaliza Eliésio Gomes.

A assessoria da Ufes informou que o movimento grevista é nacional e as negociações estão sendo realizadas diretamente com o Governo Federal. No Hospital das Clínicas, o agendamento de consultas e cirurgias será retomado com o fim da greve.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014