11/6/2011 às 12h54 - Atualizado em 11/6/2011 às 12h54

Universitárias morrem após serem atropeladas por um carro na Avenida Fernando Ferrari

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Reprodução TV Vitória
Duas universitárias morreram depois de serem atropeladas na Avenida Fernando Ferrari, na madrugada deste sábado (11), em Vitória. Testemunhas disseram que o motorista estava acima do limite de velocidade. O condutor negou o excesso e também se recusou a fazer o teste do bafômetro. As duas jvens saíam de uma festa na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As marcas de sangue de Neliane Pereira, de 22 anos, e Linda Suede da Silva Barbosa, de 24, ficaram na pista.

O motorista foi detido no local. O auxiliar administrativo Agmar Viana de souza, de 49 anos nega que estivesse seguindo em direção ao Centro da Capital em alta velocidade. "O sinal estava verde para mim, e eu vinha a 80 quilômetros e não vi as meninas atravessarem na minha frente", disse.

O carro, que segundo o auxiliar administrativo é alugado, foi recolhido por policiais e levado para o pátio da Polícia Militar. O motorista alega que se recusou a fazer o teste do bafômetro por ter ficado muito abalado com o atropelamento. "Eu fiquei nervoso. Não faço o teste porque é um direito meu não fazer", afirmou.

No Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória o delegad de plantão arbitrou uma fiança de R$ 2 mil para o motorista. O aposentado Francisco de Assis era vizinho de uma das vítimas, que morava em Santo Antônio, na Capital, e estava concluindo a faculdade de Educação Física. "Eu acho que a nossa Justiça está entregue ao léu. Porque na verdade, R$ 2 mil não paga nem o pneu do carro dele. E vocês analisam bem  quam tem família, quem tem filho, deve estar em uma situação bem constrangedora nesse momento", falou.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014