| 14/5/2012 às 12h49 - Atualizado em 14/5/2012 às 19h21

Carro de funerária não consegue transportar corpo devido à chuva em VV

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Reprodução TV VitóriaUma família que velava o corpo de uma senhora que faleceu na noite de domingo (13) foi obrigada a adiar o sepultamento na manhã desta segunda-feira (14) em Vila Velha.

Por causa do alagamento provocado pela chuva, o veículo da funerária, que faria o transporte do corpo, não conseguiu chegar à residência no bairro Cobilândia.

Os caminhões passavam com mais facilidade pelas ruas do bairro. Algumas pessoas se arriscavam a pé para chegar ao trabalho. “Fiquei com medo, mas tem que passar. Em toda chuva acontece isso”, comentou uma moradora.

Uma enfermeira do PA de Cobilândia era levada para o trabalho pelo marido, mas o casal preferiu não arriscar e ficou parado diante do alagamento. “Meu plantão é hoje, mas eu não consigo chegar até lá. Liguei para a direção e eles estão providenciando um carro para me levar. Tem pessoas lá querendo sair, pacientes para cuidar e estamos vendo como vamos fazer para chegar lá”, disse Vanessa Garcia.

Moradores enfrentam dificuldade para sair, chegar e até mesmo permanecer em casa em Cobilândia.  Um morador disse que a chuva começou por volta da meia-noite e foi preciso agilidade para evitar prejuízos. “Tive que tirar o carro da garagem, procurar um local com segurança para não perder o imóvel, nem o patrimônio. Já tem 60 cm de água dentro de casa”, contou Antenor Avelino.

As secretarias de Obras e Serviços Urbanos de Vila Velha estão trabalhando nas ações de manutenção da cidade em caráter emergencial. Em caso de desalojamento, risco ou ocorrência de deslizamento, a população deve acionar a Defesa Civil, pelos telefones 199, 3388-4346 ou 0800 2839059.

  

  

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014