8/1/2013 às 16h52 - Atualizado em 9/1/2013 às 12h35

Superbactéria: MPES pede vistoria urgente no Hospital Dório Silva

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Reprodução TV VitóriaO Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) encaminhou à Vigilância Sanitária Estadual um documento solicitando uma vistoria urgente na maternidade do Hospital Dório Silva, na Serra. A medida foi tomada após denúncia feita pelo Sindicato dos Médicos e divulgada com exclusividade pela TV Vitória sobre a existência de uma superbactéria no local que teria, inclusive, causado a morte de alguns recém-nascidos.

O MPES recebeu a denúncia e determinou a imediata instauração de procedimento administrativo para apurar a denúncia. O relatório sobre a vistoria deverá ser remetido à Promotoria da Serra. No ofício à vigilância, a promotoria da Serra solicita esclarecimento sobre o número de óbitos e de infectados constatados, se existem irregularidades sanitárias no Hospital Dório Silva que possam estar contribuindo para a contaminação das crianças e se, nas circunstâncias atuais, há a possibilidade de manutenção do funcionamento da maternidade sem riscos à saúde.

Logo após a denúncia, o diretor-geral do Hospital Dório Silva, Eumann Rebouças, disse que a denúncia de surto de uma superbactéria na Unidade seria um boato. De acordo com o Sindicato dos Médicos, desde o dia 24 de dezembro, quatro recém-nascidos morreram e 16 crianças estão infectadas pela bactéria.

Em entrevista à TV Vitória, o diretor negou que alguma morte tenha sido provocada pela bactéria. "Até agora não foi registrada nenhuma morte por causa dessa bactéria. Eu acho que foi um boato e eu não sei de onde surgiu. Foi exatamente no final de semana do feriado prolongado que surgiu isso aí, mas não teve nada desse problema. Em nenhum momento a direção do hospital mandou interditar a UTIN ou a maternidade. Os médicos do hospital falaram isso, mas não saiu nada da direção a respeito", comentou Rebouças.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014