5/2/2013 às 20h50 - Atualizado em 5/2/2013 às 20h57

Terminais de ônibus da Grande Vitória não têm alvará de funcionamento

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Reprodução TV VitóriaUma reportagem exclusiva do núcleo investigativo da Rede Vitória revelou que nenhum terminal de ônibus da Grande Vitória tem alvará de funcionamento. Os flagrantes de descaso com os passageiros incluem a existência de hidrantes em más condições de conservação e até a ausência de extintores de incêndio.

As imagens foram feitas nesta terça-feira (05), nos terminais do Ibes, Vila Velha e Itaparica. Mas os problemas se repetem em outros terminais do Transcol. A equipe de reportagem teve acesso ao sistema de informações do Corpo de Bombeiros. Durante uma pesquisa rápida, foi possível constatar que todos os terminais do Transcol estão em situação irregular.

Depois do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, as discussões sobre o rigor na fiscalização do Corpo de Bombeiros se tornaram frequentes. No Espírito Santo, várias ações foram realizadas, a maioria em boates e casas noturnas. Algumas chegaram a ser impedidas de funcionar. Mas a mesma atenção não foi dada a outros locais públicos, como os terminais do Transcol, que são administrados pela Ceturb.

O órgão foi procurado pela Rede Vitória para explicar o que está irregular nos terminais, mas não quis se manifestar. A produção também procurou o Corpo de Bombeiros, que não forneceu detalhes das irregularidades, que podem ser desde uma falha de projeto até um simples problema burocrático. O fato é que todos os dez terminais do Transcol estão em situação irregular. "O que consta no histórico é que eles estão em processo de regularização. Em alguns terminais, as pendências são apenas administrativas, como a ausência de anotações de responsabilidade técnica. São questões que não inviabilizam de imediato o uso do terminal", explicou o tenente coronel Samuel Rodrigues.

Segundo a Ceturb, 80 mil passageiros passam diariamente pelo Sistema Transcol. Dentro dos terminais funcionam pelo menos 30 estabelecimentos comerciais, que também estão sem alvará do Corpo de Bombeiros. "Se aquele lugar ainda está se regularizando, mas não oferece risco iminente à vida, nós pedimos que ele funcione com alguma restrição até ter o alvará", completou.

  

  

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014