20/5/2013 às 18h28 - Atualizado em 20/5/2013 às 18h28

CNH Social abre inscrições para 6 mil vagas no ES

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

DivulgaçãoQuem deseja obter a Carteira Nacional de Habilitação gratuita deve ficar atento. A partir do mês de junho, 6 mil vagas para o Programa CNH Social estarão abertas. As inscrições poderão ser feitas no período de 01 a 30 de junho, pelo site www.cnhsocial.es.gov.br.

Poderão se inscrever aqueles que estiverem comprovadamente desempregados há mais de um ano, beneficiários do Programa Bolsa Família, egressos do sistema prisional e alunos da rede pública de ensino que comprovem bom desempenho escolar ou que possuam renda familiar de até dois salários mínimos.

Para o governador Renato Casagrande, o programa CNH Social faz a diferença para o Estado e ampliar as chances de entrada e reposicionamento no mercado de trabalho capixaba.

“Nós já ofertamos quatro mil vagas nos dois anos anteriores. Agora, são seis mil novas habilitações oferecidas à população que mais precisa. O trânsito também pode ser fonte de renda, de profissionalismo, e com o CNH Social surgem oportunidades. Esta é uma forma de inclusão produtiva, assim como as diversas outras ações do Programa Incluir”, afirmou.

O governador destacou ainda as mudanças no programa, que visam a facilitar o processo de habilitação, como a chance de realizar até três provas teóricas ou práticas no processo.

“Assim como nas etapas anteriores, serão oferecidas vagas para a primeira habilitação, adição de categorias e para as categorias D (ônibus) e E (carreta). O investimento previsto é de aproximadamente R$6 milhões para as seis mil vagas que serão ofertadas este ano”, disse o diretor geral do Detran|ES, Carlos Lopes.

“Essa é uma excelente iniciativa do Governo, que atende a quem precisa e está interessado. Com a mudança de categoria, de B (automóvel) para D (ônibus), eu vou poder crescer profissionalmente, pois há vagas tanto na empresa em que eu trabalho como no Estado”, comemorou o cobrador Luiz Fernando Rozário, que recebeu sua nova habilitação no evento.

As vagas estão distribuídas em 30% para quem está retirando a primeira habilitação; 20% para adição de categorias A ou B e 50% para mudança de categoria D e E.

Também participaram do evento o secretário de Transporte e Obras Públicas, Fábio Damasceno, os diretores do Detran|ES, Cláudio de Almeida Thiago Soares, José Antônio Colodete, e Tarcilio Deorce da Rocha; o representante do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores, Osvaldo Maturano, do Sindicato de Despachantes, Esvaldes Venturin, do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), José Carlos Grobério; e da Secretaria de Justiça.

Número de beneficiados

Em 2011, quando foi lançado o Programa CNH Social, foram disponibilizadas mil vagas, sendo 500 para a Grande Vitória e 500 para as demais regiões do Estado, e três mil vagas em 2012, sendo 1.500 oportunidades para a Grande Vitória e 1.500 para as demais regiões. Mais de 74 mil pessoas já se inscreveram no programa CNH Social, em busca da carteira de habilitação.

A CNH é custeado pelo Governo do Estado, por meio do Detran|ES, autarquia vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop). Nos quatro anos de programa, o custo da CNH Social será de aproximadamente, R$ 17 milhões.

Como se inscrever

Os candidatos deverão acessar o site do programa CNH Social (www.cnhsocial.es.gov.br) ou o do Detran|ES (www.detran.es.gov.br), entre 01 e 30 de junho, onde irão preencher um formulário com seus dados. O sistema irá selecionar os inscritos que serão chamados para comprovar as informações fornecidas.

Durante o processo, caso o candidato fique reprovado na prova prática ou teórica, terá direito a fazer até três novas provas. Se o candidato se ausentar, reprovar após as três novas provas às quais têm direito, ou caso o processo expire, só poderá participar do programa após três anos.

Critérios de desempate:

Desempregados há mais de um ano:
- Maior tempo de desemprego
- Maior número de dependentes
- Candidatos com mais idade
- Menor renda familiar

Bolsa Família:
- Maior número de dependentes
- Candidatos com maior idade
- Menor renda familiar

Estudante da rede pública:
- Maior média escolar
- Menor número de repetência
- Frequência escolar (menor número de faltas)
- Candidatos com mais idade
- Maior quantidade de dependentes

Ex-presidiários:
- Maior tempo de desemprego, após a liberação do sistema penitenciário
- Maior número de dependentes
- Candidatos com maior idade
- Menor renda familiar

Trabalhadores com renda de até dois salários mínimos:
- Maior número de dependentes
- Candidatos com maior idade
- Menor renda familiar

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014