30/9/2013 às 10h50 - Atualizado em 30/9/2013 às 10h50

Atenção mamães: higiene bucal dos bebês começa mesmo sem os dentinhos

Fabrícia Kirmse
Redação Folha Vitória

DivulgaçãoUm momento importante - e também de muitas dúvidas -, é a hora de iniciar a higiene bucal dos bebês. Um dos principais erros de algumas mamães é achar que só deve se preocupar com a limpeza da boquinha quando os primeiros dentinhos aparecerem. 

A odontopediatra Vera Schettini, que tem muitos anos de experiência com os pequenos e, além do consultório, atende também a criançada na escola Sonho de Criança, explica que, no início, quando os dentes ainda não nasceram, a limpeza deve ser feita com uma gaze, ou uma fraldinha de pano macia, exclusiva para essa finalidade, molhada em água filtrada.
 
"Basta enrolar a gaze no dedo indicador. A mamãe, ou o papai, deve deslizar suavemente o dedo sobre a gengiva, a parte interna da bochecha e a língua. Essa técnica deve ser realizada duas vezes ao dia", descreve Vera.
 
Enquanto o bebê só tem dentes anteriores a mesma técnica pode ser mantida, esfregando também a gaze nos dentinhos existentes, pelo lado de fora e também pelo lado de dentro. "Quando nascem os dentes do fundo da boca a escova e o creme dental passam a ser necessários", destaca a dentista.
 
A escova e o creme dental
 
A dentista Vera Schettini diz que a escova deve ser do tamanho adequado à idade da criança (algumas marcas trazem essa indicação na embalagem) e macia. Modelos com cabeça pequena e cabo longo facilitam o trabalho dos pais.
 
DivulgaçãoJá o creme dental, Vera ressalta que, inicialmente, deve ser sem flúor. Ela alerta, porém, que alguns estudos mais recentes indicam que a pasta com flúor deve ser usada com cuidado, a partir do nascimento dos dentes do fundo da boca, o que acontece por volta dos 18 meses de vida, em média. 

"É preciso usar o creme dental com flúor corretamente, pois o excesso de uso pode causar manchas importantes nos dentes permanentes, que estão em formação nos primeiros anos de vida. Assim, nos primeiros três anos, deve-se apenas encostar a escova no tubo de pasta, colocando uma dose semelhante a um grão de alpiste (remova os excessos se necessário). Use o creme com flúor duas vezes ao dia. A terceira escovação deve ser feita sem flúor", pontua a especialista.
 
Já a partir dos três anos é hora de ensinar a criança a cuspir o creme dental.  "Quando ela dominar o cuspir, passe a usar o creme dental com flúor três vezes ao dia, em dose de grão de feijão. Lembre-se que o creme dental com flúor é um medicamento, e muito saboroso, portanto não deve ficar ao alcance das crianças", orienta.
 
Formas de fazer a higiene
 
Vera Schettini ensina que a forma mais fácil é acostumar a criança a fazer a higiene bucal deitada, no início no trocador, e quando ela crescer, deitada com a cabeça no colo da mamãe ou do papai.
 
No início, quando ainda não há dentes, a mamãe deve usar gaze,  ou uma fraldinha de pano exclusiva para este fim, molhada em água filtrada, como foi explicado no início da matéria. Essa técnica deve ser realizada duas vezes ao dia. Enquanto o bebê só tem dentes anteriores a mesma técnica pode ser mantida, esfregando também a gaze nos dentinhos existentes, pelo lado de fora e também pelo lado de dentro.
 
Quando nascem os dentes do fundo da boca, a escova e o creme dental passam a ser necessários. A escova deve massagear o lado de fora, o lado de cima e o lado de dentro, de todos os dentinhos. A dentista explica que é preciso repetir o movimento cerca de 8 vezes no mesmo lugar, antes de partir para a próxima região. A escova deve massagear dentes e gengiva. "O movimento deve ser suave, mas não excessivamente leve. Esse é um erro frequente dos pais", relata.
 
"Escove conversando com seu filho, dizendo frases como: 'seu dentinho está ficando brilhando, sua boquinha está ficando cheirosa, que boquinha de príncipe/princesa'; use os personagens que ele curte, mesmo que a criança esteja chorando ou resistindo à escovação. E não permita que seu pequeno impeça a higiene bucal, pois isso pode ter consequências sérias", afirma Vera.
 
A hora do dentista
 
Hoje, a odontopediatria já está trabalhando com o aconselhamento da gestante, para que quando o bebê nascer, os pais já estejam orientados sobre assuntos como a importância da amamentação no crescimento e desenvolvimento da face, o uso da chupeta e da mamadeira, o início da mastigação, entre outros. Assim, o ideal é que a primeira consulta aconteça durante os últimos meses da gravidez. "Caso isso não tenha acontecido, é bom levar o bebê ao odontopediatra no primeiro ano de vida", orienta a dentista.
 
Dicas de alimentação
 
DivulgaçãoVeja algumas dicas da dentista Vera Schettini de cuidados com a alimentação que ajudam a preservar a saúde dos dentinhos dos pequenos:
 
1 - Evitar os alimentos ricos em açúcar, especialmente, aqueles que aderem aos dentes, como os biscoitos recheados, as coberturas e recheios de bolos, as balas carameladas...
 
2 - Evitem o consumo de açúcar entre as refeições, quando o açúcar vai ficar em contato com os dentes por tempo prolongado.
 
3 - Caso as guloseimas sejam usadas, procure oferecê-las apenas como sobremesa, fazendo em seguida uma boa escovação.
 
Divulgação4 - A partir de um ano de idade, muito cuidado com a alimentação noturna. Durante a noite, deixamos de produzir a saliva, que é a protetora natural dos dentes. Assim, deixar a criança, já crescida, dormir mamando ou mamar de madrugada, é um sério risco para a saúde dos dentes.

5 - A cárie precoce da infância acomete crianças bem pequenas, e afeta muitos dentes, de forma muito veloz
 
6 - Ainda sobre alimentação, a partir do nascimento dos primeiros dentes estimule a mastigação. Evite passar os alimentos por peneira, ou oferecê-los muito molhados, facilitando o engolir. Mastigar é importante para o desenvolvimento da face.
 
Serviço:
Dra. Vera Schettini
Odontopediatra
Tel: 3229 1331

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014