4/12/2013 às 20h53 - Atualizado em 4/12/2013 às 21h30

Especialista critica pesquisa sobre violência sexual contra mulher

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Reprodução TV VitóriaAo contrário do que muitas pessoas pensam, de acordo com uma pesquisa realizada pela universidade de Brasília com cerca de 1200 jovens brasileiros, 40% deles concordam com a ideia de que mulheres que se vestem com roupas mais curtas ou decotadas não têm o direito de reclamar, caso sofram violência sexual.

De acordo com a diretora do observatório capixaba da juventude, Camila Valadão, esse resultado é fruto de uma sociedade machista, que muitas vezes rotula as pessoas.

“A pesquisa nada mais demonstra o jovem refletindo parte da sociedade, que é machista, racista, heterosexista”, afirma Camila Valadão.

Ainda segundo Camila, é possível observar na pesquisa uma inversão de papeis. No caso, a mulher deixa de ser uma vítima do estupro e se torna a principal vilã da sociedade por usar roupas curtas ou decotadas.

“Os homens que precisam ser ensinados a não estuprar, e não as mulheres que precisam mudar o seu jeito de vestir”.
 

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014