9/12/2013 às 15h45 - Atualizado em 9/12/2013 às 15h45

História de superação marca vida de garçon do Tribunal de Justiça

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Desembargadores, normalmente vistos como juízes de classe superior pelo cidadão mais comum, se emocionaram ao participar no final da tarde desta sexta-feira (6) de uma solenidade histórica no Salão Nobre do Palácio da Justiça, quando Milton Pereira do Nascimento Filho deixou de ser garçon do Poder Judiciário para assumir o cargo comissionado de assessor de juiz, assinando seu termo de posse e compromisso diante de dezenas de servidores da Justiça.
 
“Numa sexta-feira, faltando 15 minutos para as seis horas da tarde, fico imaginando o que significa uma solenidade como essa”, disse o desembargador Pedro Valls Feu Rosa, que deu a Milton a oportunidade de ter seu primeiro emprego, depois de passar os últimos cinco anos estudando Direito ao mesmo tempo em que conciliava os estudos com suas atividades na equipe de garçons do Palácio da Justiça.
 
Seis desembargadores prestigiaram o ato: além do presidente, os desembargadores José Barreto Vivas, Adalto Dias Tristão, Telêmaco Antunes de Abreu Filho, Willian Silva e Álvaro Bourguingon, que foi às lágrimas ao ser convidado para falar, uma vez que foi durante sua gestão transitória na Presidência do Tribunal que Milton pediu que seu horário de trabalho foi adaptado para que ele pudesse fazer o curso de Direito.
 
A solenidade foi acompanhada pelo presidente da OAB-ES, Homero Junger Mafra, que falou do simbolismo daquele ato: “Tudo na vida é símbolo, e este ato está simbolizando tudo o que o desembargador Pedro Valls fez nesses dois anos, com a ascensão profissional por mérito”.
 
Milton também mostrou-se emocionado e agradeceu os apoios que recebeu desde o momento em que decidiu cursar Direito até sua formatura, principalmente de sua família – a esposa Margarida e o filho Lucas, que hoje conta 7 anos, acompanharam a homenagem.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014