Trump agradece veículos noticiosos por não divulgar dossiê da Rússia

 Versão para impressão  

Nova York - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, começou sua esperada entrevista coletiva nesta quarta-feira afirmando que queria agradecer alguns veículos de imprensa por não publicarem o suposto relatório russo com informações comprometedoras sobre ele. "É tudo notícia falsa", disse ele ao responder a primeira pergunta dos jornalistas sobre a interferência de Moscou nas eleições.

Trump ressaltou que o relatório não deveria ser publicado. Antes de Trump começar a falar, seu assessor principal, Sean Spicer, classificou o relatório como "falso" e afirmou que o próprio editor do New York Times classificou o material como "não comprovado". Ele ressaltou ainda que uma análise do passaporte das pessoas que trabalharam na campanha de Trump e foram citadas no documento como tendo viajado para Praga para se reunir com os russos, mostrou que essas viagens não ocorreram.

A entrevista de Trump reúne mais de 250 jornalistas no prédio da Quinta Avenida onde mora Trump e está sendo transmitida por todos os canais de televisão dos EUA.

 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016