Mesmo com liminar, mulheres de policiais chegam ao 12º dia de paralisação

A Justiça do Espírito Santo determinou que as mulheres que estão bloqueando os acessos aos batalhões da Polícia Militar deixem os locais imediatamente

 Versão para impressão  
As mulheres continuam fechando os batalhões Foto: Agência Brasil

Vitória - O Estado do Espírito Santo chega nesta quarta-feira, 15, ao 12º dia de paralisação da Polícia Militar. Nem mesmo os chamados operacionais diários que vem sendo feitos pelo comando da PM ou a liminar que obriga as mulheres a desocupar a frente dos batalhões foram capazes até o momento de fazer com que o motim se encerre.

Apesar disso, a Grande Vitória tem clima de aparente normalidade pelo terceiro dia consecutivo. Na terça-feira, 14, dois ônibus foram incendiados ao longo do dia na região metropolitana. O transporte público, porém, seguiu funcionando normalmente até o horário estabelecido, às 22h30. Os coletivos estão nas ruas novamente nesta quarta-feira.

Multa

No fim da tarde de terça, a Justiça do Espírito Santo determinou que as mulheres que estão bloqueando os acessos aos batalhões da Polícia Militar deixem os locais imediatamente, sob pena de multa diária de R$ 10 mil para cada uma delas. Elas também devem retirar todo e qualquer obstáculo diante dos portões. Dez mulheres foram citadas nominalmente. Ainda assim, os bloqueios continuam.

A Secretaria de Segurança Pública capixaba informou que 2.351 policiais militares se apresentaram ao trabalho em todo o Estado na terça-feira, número que representa apenas 23% do efetivo total. Ainda de acordo com a pasta, 157 viaturas circularam.

TAGs

  • liminar
  • militares
  • mulheres
  • paralisação
  • policiais
  • protesto
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016