'Acredito que não temos esse problema no ES', diz superintendente da Acaps sobre carnes estragadas

Caso o consumidor constate qualquer problema com o produto, ele deve comunicar à Associação Capixaba de Supermercados (Acaps) e ao estabelecimento

 Versão para impressão  

Hélio Schneider é superintendente da Associação Capixaba de Supermercados
Foto: Reprodução/ TV Vitória

O superintendente da Associação Capixaba de Supermercados (ACAPS), Hélio Schneider, disse que acredita que não há lotes de carnes estragadas no Espírito Santo. “Por enquanto estamos trabalhando normalmente e aguardando as autoridades competentes nos informarem quais os lotes, se é que existe algum no Espírito Santo. Mas acredito que não temos esse problema aqui”, disse. 

Schneider alerta que é importante que o consumidor verifique a qualidade do alimento no momento da compra. “O consumidor tem que ver a qualidade do supermercado que ele está comprando e, por consequência, o supermercado também. Quando ele compra um produto dessa natureza, ele observa não só a qualidade, mas a inspeção federal que vem lacrada em todos os seus produtos”. 

Caso o consumidor constate qualquer problema com o produto, ele deve comunicar à Acaps e ao estabelecimento. “Se o consumidor verificar qualquer suspeita, ele deve nos comunicar para tomarmos as providências necessárias imediatamente. Ele pode informar não só a Acaps, como também o próprio supermercado. Como são casos pontuais, às vezes, naquela loja, pode ter o problema, mas não podemos generalizar a situação”, informou Schneider. 

Se o produto estiver estragado, o supermercado deve trocar o produto imediatamente. “O estabelecimento não só deve como vai trocar o produto, mas imediatamente vai tomar as providências recolhendo esses produtos e comunicando as autoridades competentes’’. 

TAGs

  • acaps
  • carne
  • carne fraca
  • operacao carne fraca
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016