Manifestantes interditam parte da BR 262 em Cariacica

O protesto teve início na manhã desta segunda-feira (20). A Polícia ilitar e a Polícia Rodoviária Federal acompanham a manifestação

 Versão para impressão  
O grupo ateou fogo em pneus para interditar parte da rodovia
Foto: Divulgação

Motoristas que vão passar pela BR 262, em Cariacica, devem ficar atentos! Manifestantes interrompem parte da pistas, em frente a Estação Ferroviária Pedro Nolasco, em Jardim América.

Acompanhe a situação do trânsito em tempo real!

O grupo ateou fogo em pneus, no início da manhã desta segunda-feira (20), e apenas uma pista está liberada no sentido Cariacica/ Vitória. Já para quem segue no sentido Vitória/ Cariacica todas as pistas estão interditadas.

A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal acompanham a manifestação, que teria sido organizada por taxistas.

De acordo com a Central de Videomonitoramento de Vitória também há ponto de interdição próximo a Rodoviária de Vitória, para quem segue no sentido Centro.

Os taxistas são contrários à atuação da empresa Uber no Espírito Santo.

O trânsito está completamente parado
Foto: Suellen Araújo

Outra manifestação

Já na Serra, uma manifestação de trabalhadores e ex-funcionários de uma siderúrgica deixa o trânsito complicado na Avenida Norte Sul. A recomendação é passar ela ES 010.

O trânsito está completamente parado e os manifestantes informaram que só vão liberar a via quando algum representante da siderúrgica for até o local.  A Polícia Militar (PM) acompanha a manifestação. 

A ArcelorMittal Tubarão informou por meio de nota que o movimento não é realizado por ex-empregados diretos da empresa, e sim por ex-empregados de empresas que já prestaram ou prestam serviços à unidade e esclareceu que conta, atualmente, com um quadro de aproximadamente 4.310 terceirizados, sendo que, destes, 3.768 atuam em atividades permanentes, sendo assim residentes na Grande Vitória. Outros 542 terceirizados, que trabalham em obras de investimento relacionadas à melhorias de controle ambiental e reforma da coqueria da unidade, residem em sua maioria (70%) em cidades da Grande Vitória.

A siderúrgica disse que dentre os casos onde não há aproveitamento pleno de mão de obra local há situações relacionadas à manutenção ou reforma de equipamentos que demandam know how específico, nem sempre disponível no Espírito Santo, ou mesmo empresas contratadas que são de outros Estados, utilizam sua mão de obra indireta, assim como administradores, engenheiros e técnicos de segurança, nas atividades prestadas.

Além disso, a empresa ressaltou que tem reforçado junto às suas contratadas em obras de investimento que todas as novas contratações de mão de obra da unidade sejam prioritariamente realizadas nos municípios da Grande Vitória. Essa priorização passará a constar, inclusive, das cartas-convite dos novos processos de contratação de serviços permanentes e de investimento. A ArcelorMittal disse que é favor de qualquer debate que venha a contribuir com a qualidade de vida da sociedade capixaba.

TAGs

  • br 262
  • cariacica
  • protesto
  • taxistas
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016