Recém-nascida tem cabeça presa em porta de ônibus em Cariacica

A Polícia Militar (PM) foi acionada e confirmou que o motorista acidentalmente fechou a porta no momento em que um familiar e a criança passavam por ela

 Versão para impressão  
Foto: Reprodução/Google Street View
O coletivo fazia a linha 700, que liga o Terminal Itacibá ao Terminal Campo Grande
Foto: Reprodução/Google Street View

Uma recém-nascida teve a cabeça presa na porta de um ônibus do sistema Transcol na tarde desta quarta-feira (17), na Avenida Expedido Garcia, no bairro Campo Grande, em Cariacica. A Polícia Militar (PM) foi acionada e confirmou que o motorista acidentalmente fechou a porta no momento em que um familiar e a criança passavam por ela.

O coletivo fazia a linha 700, que liga o Terminal Itacibá ao Terminal Campo Grande. Testemunhas relataram que apesar da gravidade do incidente a criança não apresentou visíveis lesões. De acordo com informações da PM, após o ocorrido, os militares encaminharam criança e responsável até o Pronto Atendimento do bairro Alto Lage, também em Cariacica.

O diretor de operações da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV), Carlos Moreira, explicou que esse tipo de incidente geralmente acontece em questão de segundos, pois o motorista logo percebe e corrige a ação. "Depois de toda uma apuração por parte da empresa operadora, o motorista tem a oportunidade de se justificar. Se for o caso, ele pode até passar por todo um processo de reciclagem", explica.

"Todo o incidente que acontece, seja ele interno ou externo ao coletivo, a empresa tem responsabilidade na assistência às vítimas. Recebi a informação de que o fato em questão não teve tanta gravidade e a criança já foi até liberada o PA. É uma questão delicada em que o motorista precisa conciliar abertura e fechamento das portas com embarque e desembarque. Nosso procedimento padrão é notificar a empresa e pedir as medidas tomadas a respeito", conclui Moreira.

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) se manifestou dizendo que o Consórcio Sudoeste está investigando o que houve, para tomar as medidas cabíveis, inclusive analisando as imagens das câmeras de vídeo monitoramento do ônibus.

TAGs

  • cabeça
  • campo grande
  • cariacica
  • coletivo
  • ônibus
  • recém-nascida
  • transcol
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016