11 nov 2014

Polícia prende mais dois suspeitos do assassinato de técnica em enfermagem em Vargem Alta

Publicado às 22:52 | Postado por eduardo.santos

Dois suspeitos de participação no assassinato da técnica em enfermagem, Mareilta Anjos dos Santos, 32 anos, assassinada em junho do ano passado, em Vargem Alta, na Região Serrana do Estado, foram presos em uma operação da Polícia Civil realizada em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, e Campos, no Norte do Rio de Janeiro. A prisão dos suspeitos, de 41 e 54 anos, foi em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.

Os dois detidos têm estreita relação com a mandante do crime, uma enfermeira de 38 anos, presa desde julho de 2013, que seria ex-patroa e também teria trabalhado com a vítima. Eles teriam contratado um pistoleiro para matar Mareilta. Uma arma apreendida há cerca de um mês levou a polícia aos suspeitos. O exame de balística comprovou que o revólver calibre 38 foi o mesmo usado no assassinato da técnica em enfermagem.

O delegado José Rafael Machado lembra que o crime foi motivado por ciúmes e vingança. Além da enfermeira, o irmão dela também foi preso por envolvimento no crime. Ele foi detido na cidade de Nova Venécia, no Noroeste do Estado, e aguarda o andamento do processo no Centro de Detenção Provisória de São mateus. O pistoleiro contratado para matar Mareilta também foi preso. Apontado como um criminosos de alta periculosidade, o assassino era procurado pela Justiça dos estados do Sudeste.

Mareilta morava em uma propriedade rural na localidade de Canudal, em Vargem de Alta. Ela ficou cerca de 15 dias desaparecida, até o corpo ser encontrado em um córrego, no Bairro Pombal. De acordo com as investigações da equipe comandada pelo delegado José Rafael, a ex-patroa foi à residência da vítima acompanhada do pistoleiro e de outro comparsa. Eles obrigaram a vítima a tomar um remédio, colocaram-na dentro de um carro e na estrada mataram Mareilta com dois tiros na cabeça. Depois desovaram o corpo.

A enfermeira acusada de ser a mandante do crime não se conformava com a ascensão de Mareilta, sua ex-empregada por seis anos, que com o salário que ganhava custeou o curso de técnica em enfermagem. Além da ascensão social, a suspeita do assassinato tinha ciúmes do marido da vítima. “Ela dizia que Marilta não era mulher para ele. Ela sim, era a pessoa ideal para casar com o marido da ex-empregada”, explica o delegado José Rafael. Depois que Mareilta passou a trabalhar no mesmo hospital que a ex-patroa, ela pediu a um irmão para contratar um pistoleiro e executar o crime.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
29 out 2014

Ataque à ônibus em Vila Velha é represália à ação da PM

Publicado às 12:36 | Postado por eduardo.santos

O incêndio criminoso ao ônibus do sistema Transcol, às 6 horas desta quarta-feira (29), expõe, mais uma vez, a insegurança no trasporte coletivo da Grande Vitória. Os criminosos não se intimidam com as ações da Polícia Militar, que precisa agir com rigor para a situação não fugir do controle. Este é o quarto ataque ao sistema nos últimos dois meses. E as ordens sempre partem de traficantes, em represália à prisão de comparsas ou às ações policiais de combate à criminalidade.

Reféns do medo, os passageiros não têm o que fazer, a não ser obedecer às ordens dos bandidos sempre que atacam os coletivos. Desta vez, o ataque foi praticado por quatro suspeitos armados que usaram a estratégia de estarem bem vestidos, como estivessem indo para o trabalho. O primeiro deles deu sinal, na Avenida Carlos Lindenberg, na altura do Bairro Cobi, coincidentemente, no mesmo local onde ocorreu um dos crimes mais chocantes e de grande repercussão no final de 1989: o assassinato do padre francês Gabriel Maire, ligado à luta social por moradia para os mais necessitados.

Depois, outros três apareceram, também armados, de posse de um galão de gasolina. Eles deram ordens para os 70 passageiros, o motorista e o trocador descerem. Ainda tiveram tempo de insultar e mandar recado à PM, que na noite desta terça-feira (28) trocou tiros com bandidos na região e prendeu um suspeito de tráfico. A ação criminosa foi em represália, como sempre acontece, ao trabalho da polícia.

Assim como nos ataques ocorridos em setembro, no Bairro Marcílio de Noronha, em Viana, e no Bairro São Conrado, em Cariacica, os traficantes dão a entender que não querem ser incomodados pela polícia. Mas a resposta deve vir com rigor, com a identificação e prisão dos responsáveis, mesmo que seja por um curto período de tempo causado pelas leis vigentes no País, que não punem com rigor os criminosos. Em tempo: ninguém ficou ferido, a não ser o traficante preso na noite anterior com uma pistola, que teria caído e se ferido ao fugir dos policiais militares.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
9 out 2014

Secretário nega mistério sobre inquérito da morte de PM

Publicado às 12:52 | Postado por eduardo.santos

“Não existe mistério nenhum. O caso está sendo conduzido com rigor pela Polícia Civil. É preciso deixar o delegado trabalhar para apontar o autor da morte do soldado Feu. Essa boataria não ajuda em nada. Temos que preservar as famílias dos envolvidos nesse caso”. Foi assim que reagiu o secretário de Segurança Pública André Garcia a respeito das informações, ainda não confirmadas, que o PM Dayclom Feu foi morto por um disparo acidental dado por um colega de farda dentro da viatura do Batalhão de Missões Especiais (BME), no dia 7 de setembro, durante uma suposta troca de tiros com bandidos, no Bairro Padre Gabriel, em Cariacica.

Pela primeira vez, Garcia falou sobre o assunto a um órgão de imprensa. A entrevista por telefone foi concedida ao jornal Espírito Santo No Ar, na TV Vitória, na manhã desta quinta-feira (09). Segundo o secretário, os laudos relacionados à morte do soldado Feu ainda não foram concluídos. Um adolescente de 17 anos e Iaclison Cajazeira, 25, foram presos e apontados como suspeitos do crime. Eles negam o assassinato, mas confirmam ter atirado contra a viatura da Tropa de Choque da PM.

“Mesmo assim, eles não podem ser considerados inocentes porque atiraram contra um carro da polícia. Isso fica caracterizado como quádrupla tentativa de homicídio”, disse André Garcia. Um policial militar está internado no Hospital da Polícia Militar (HPM), em tratamento psicológico. Nas redes sociais, alguns militares postaram a informações que a intrenação teria ligação com a morte do colega.

O presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS) da Polícia Militar, Flávio Gava, confirma a internação, mas diz que é por abalo psicológico, sem entrar em detalhes. Por sua vez, o delegado João Paulo Pinto Dezouzart, em entrevista recente à imprensa, garante que a hipótese do tiro que matou o soldado Feu ter partido de dentro da própria viatura do BME não será descartada. Os PMs que estavam na viatura ainda não prestaram depoimento à Polícia Civil.

O soldado Feu foi morto com um tiro na cabeça em suposta troca de tiros com bandidos no Bairro Padre Gabriel, em Cariacica. Dois suspeitos do crime foram presos, mas negam ter atirado no policial. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu. A polícia já sabe que um terceiro suspeito estava na cena do crime, mas ele ainda não foi localizado.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
7 out 2014

Delegado abre inquérito para apurar morte de bebê em banheiro de hospital

Publicado às 12:21 | Postado por eduardo.santos

O delegado Walter Emiliano abriu inquérito para apurar o caso de um parto dentro do banheiro do Hospital Rio Doce, em Linhares, no Norte do Estado. A dona de casa Cláudia Aparecida, 43 anos, mãe de cinco filhos, deu à luz bebê ao ir ao banheiro. A família reclama de negligência médica. A administração do hospital, no entanto, informa que a mulher estava em procedimento para ter o bebê e ao ir ao banheiro, fez força a ganhou o filho.

A criança caiu no chão, os médicos tentaram reanimá-la, mas não resistiu. Os médicos informaram ainda que Cláudia é hipertensa e diabética. O corpo do menino, que se chamaria Mateus, foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória. O delegado Walter Emiliano informou que já abriu inquérito policial para apurar as responsabilidades do caso.

“Ainda é prematuro afirmar se houve negligência. Nós precisamos de laudo de um obstetra e analisar a ficha médica da paciente. Nós já estamos tomando todas as providências, já ouvimos o depoimento de testemunhas e vamos ouvir a médica que estava no plantão” afirmou o delegado Walter Emiliano, em entrevista por telefone do jornal Espírito Santo No Ar.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
2 out 2014

Polícia procura suspeito de estuprar menina de 14 anos no interior

Publicado às 12:23 | Postado por eduardo.santos

A polícia está tentando localizar um maníaco que estuprou uma adolescente de 14 anos, em Água Doce do Norte, no Noroeste do Espírito Santo. O suspeito já foi identificado. Segundo informações dos policiais militares que trabalham no município, a menina teria ido a um distrito buscar algumas peças de roupa, de carona como o acusado. Ele teria desviado o caminho levando a garota até a localidade de Prata dos Baianos.

Armado com um canivete, ele fez várias ameaças, inclusive de morte, à menina. Depois, a vítima foi abandonada. A adolescente contou para uma amiga sobre o crime. A Polícia Militar foi acionada, fez várias buscas na região, mas o maníaco não foi encontrado. A Polícia Civil abriu o inquérito para apurar o crime. O suspeito poderá ser indiciado por estupro. Por ser um município pequeno, com pouco mais de 11 mil habitantes, segundo dados do IBGE com base no Censo de 2010, os policiais acreditam que o suspeito será preso nos próximos dias.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
23 set 2014

Prefeitura de Vitória vai aumentar número de Botão do Pânico para vítimas da violência doméstica

Publicado às 14:33 | Postado por eduardo.santos

Ainda sem data para acontecer, A Prefeitura de Vitória planeja abrir licitação para aumentar o número de mulheres beneficiadas com o Botão do Pânico. O equipamento foi testado com cerca de 100 mulheres desde o dia 15 de abril de 2013, e o resultado foi positivo. Elas receberam proteção da Guarda Municipal contra seus agressores. O dispositivo foi liberado para as vítimas de violência doméstica, com base na análise da Justiça.

“Estamos contratando uma empresa porque os 100 equipamentos que estão disponíveis foram cedidos por uma empresa como uma espécie de cortesia ao Poder Judiciário e ao Executivo. Vamos abrir licitação para adquirir novos equipamentos e com isso aumentarmos a oferta. O teste já foi consolidado”, revelou o secretário Frônzio Calheiras, em entrevista ao jornal Espírito Santo No Ar, na TV Vitória. Desde que foi implantado na Capital, o Botão do Pânico já foi acionado 17 vezes. Deste total, 10 agressores acabaram presos e sete conseguiram fugir, antes da chegada da Guarda Municipal.

“Nosso tempo resposta é de até 10 minutos. Os equipamentos são monitorados via GPS passando a posição onde a vítima se encontra. Quando acionado, a equipe mais próxima sai para atender o chamado. O funcionamento é 24 horas por dia”, garante o secretário. O dispositivo foi acionado pela primeira vez, no Espírito Santo, no dia quatro de maio de 2013. A vítima estava na Rua da Lama, em Jardim da Penha, e sofreu agressões verbais do ex-namorado.

Em apenas oito minutos, uma viatura da Guarda Municipal chegou ao local, mas o suspeito já tinha fugido. A mulher foi levada para casa em uma viatura. O Botão de Pânico é eficaz no combate à violência doméstica. Ele ajuda a Justiça a fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas de urgência. O equipamento deve ser acionado toda vez que o agressor se aproximar da vítima.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
16 set 2014

Suspeitos de incêndio a ônibus estão identificados, afirma secretário

Publicado às 12:41 | Postado por eduardo.santos

O secretário de Segurança Pública André Garcia acredita que os incêndios a ônibus no Bairro Marcílio Noronha, em Viana, estão sendo praticados em represália às ações de combate à criminalidade pela Polícia Militar na região. Em cerca de 48 horas, dois veículos do transporte seletivo foram incendiados. O último foi na noite desta segunda-feira (15), perto do ponto final.

O motorista contou à policia que foi retirado do coletivo por oito homens, sendo dois armados. Os suspeitos aparentemente são menores. O depoimento do motorista reforça a hipótese levantada por Garcia, que garante já ter identificado os suspeitos. “Nós já temos suspeitos dos incêndios. Eu acredito que em poucos dias eles estarão detidos. Estamos monitorando as pessoas que estão tentando aterrorizar a população. Sabemos que são menores e não acredito que a ordem para os incêndios esteja partindo dos presídios. É gente de fora”, disse André Garcia em entevista ao jornal Espírito Santo No Ar, na TV Vitória.

Para garantir a tranquilidade da população, o secretário salientou que o policiamento está sendo reforçado no bairro. O Motorista rendido pelos homens em Marcílio de Noronha contou que os suspeitos comentaram que o incêndio é em represália à morte de dois bandidos em troca de tiros com a PM, na terça-feira (09), no Bairro Flor de Piranema.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
12 set 2014

Polícia de olho na migração de criminosos na Grande Vitória

Publicado às 15:40 | Postado por eduardo.santos

“Essa ocupação faz parte do planejamento estratégico da Secretaria de Segurança Pública. Temos que sufocar os criminosos para cumprirmos a meta de redução de criminalidade”. Foi o que afirmou o secretário André Garcia, em entrevista ao jornal Espírito Santo No Ar, na TV Vitória, na manhã desta sexta-feira (12), depois que policiais militares do Batalhão de Missões Especiais (BME) ocuparam, por tempo indeterminado, o bairro Central Carapina, na Serra, um dos bolsões de violência na Grande Vitória.

Daquela região saiu Iaclison Cajazeira de Almeida, um dos suspeitos do assassinato do soldado da tropa de choque da PM, Dayclom Nascimento Feu, na madrugada de domingo (07), durante uma abordagem no bairro Padre Gabriel, em Cariacica. O outro acusado do crime é um adolescente de 17 anos que confessou envolvimento no homicídio. O PM foi morto em uma troca de tiros com os dois criminosos. “Nós temos cumprido vários mandados de prisão em toda região metropolitana de Vitória”, afirmou André Garcia.

Outros bairros da Serra e de municípios vizinhos estão na mira da PM. Os locais estão dentro do Programa Estado Presente que visa levar mais tranquilidade para a população. O comandante do Batalhão de Missões Especiais (BME), tenente=-coronel Aguiar, informou que traficantes de Central Carapina, na Serra, estão tentando se estabelecer em Padre Gabriel, onde um policial da tropa de elite da PM foi morto em um confronto com criminosos.

A migração do crime está sendo acompanhado pelo serviço de inteligência do BME e dos batalhões da Grande Vitória. “O serviço de inteligência detectou que traficantes do bairro da Serra estão tentando dominar o tráfico em Padre Gabriel. Vamos manter o policiamento em Central Carapina, mas também vamos revesar o policiamento na outra região. Contamos com o apoio da população para combater esses criminosos” salienta o coronel Aguiar.

 

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
11 set 2014

Dois presos por furto e compra de material furtado em loja

Publicado às 13:03 | Postado por eduardo.santos

O furto de equipamentos eletrônicos e a compra dos produtos sem a referida nota fiscal levaram a Polícia Civil a prender o funcionário de loja de peças de veículos, de 30 anos, e um homem de 31 anos, em Guaçuí, no Sul do Estado. Segundo informações da assessoria de imprensa, a delegada Edilma de Oliveira abriu inquérito para apurar o crime de furto, previsto no artigo 155 do Código Penal. A denúncia foi feita pela proprietária do estabelecimento.

A comerciante constatou que na última semana alguns equipamentos como: som automotivo, um aparelho de DVD, um kit de xênon, câmeras de ré para veículos, além de objetos para instalar insulfilm haviam desaparecidos. A investigação policial levantou suspeita contra um funcionário. Intimado a comparecer à delegacia, o suspeito confessou o crime.

As buscas continuaram porque o funcionário da loja alegou ter vendido o material para outra pessoa. O receptador também acabou detido. O empregado da comerciante foi autuado por furto, enquanto que o comprador foi autuado por receptação. Por serem considerados crimes de baixo teor ofensivo, foi arbitrada fiança, que foi paga pelos suspeitos. Com isso, eles vão responder o inquérito em liberdade.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
28 ago 2014

Empresário preso por matar portuário vai continuar na cadeia

Publicado às 15:36 | Postado por eduardo.santos

Se depender do Tribunal de Justiça, o empresário Eurico Ferreira Júnior vai passar mais um tempo na prisão. Nesta quarta-feira (27), os desembargadores que integram a 1ª Câmara Criminal do TJ negaram, por unanimidade, o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do suspeito de matar o portuário Marcelo Costalonga, 44 anos, durante uma briga de trânsito, na Serra. A vítima foi morta com golpes de chave de roda na cabeça, em 31 de janeiro deste ano.

Marcelo chegou a ficar 11 dias internado com traumatismo craniano, mas não resistiu. Eurico foi preso em flagrante e ao depor à Polícia Civil não demonstrou arrependimento. Segundo a assessoria de imprensa do TJ, o desembargador Willian Silva proferiu o voto afirmando que a manutenção da prisão do empresário se justifica para a garantia da ordem pública, já que maneira usada por Eurico para matar Marcelo demonstra a periculosidade do suspeito.

O desembargador considera ainda como fútil, o motivo do assassinato decorrente de uma briga de trânsito. Os desembargadores Carlos Henrique Rios do Amaral e Hermínia Maria Azoury acompanharam o voto do relator. O empresário Eurico Ferreira Júnior já foi pronunciado pelo juiz da 3ª Vara Criminal da Serra e vai ser submetido ao júri popular. A data do julgamento ainda não foi marcada pela Justiça.

Eurico e Marcelo teriam se envolvido em uma ocorrência de trânsito. O empresário, porém, perseguiu o portuário até o trevo do Bairro Barcelona. A Polícia Civil apurou que assim que desceram do carro, os dois passaram a discutir. O suspeito pegou uma chave de roda que estava no veículo e desferiu vários golpes na cabeça da vítima.

Populares conseguiram conter o suspeito, que foi preso em flagrante. A mulher de Marcelo presenciou o crime e entrou em desespero ao ver o marido sendo agredido. O portuário foi socorrido e levado para o Hospital Metropolitano, em Laranjeiras, onde morreu. O ser preso, Eurico disse que não estava arrependido e que faria tudo de novo.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2013