23/6/2010 às 8h10 - Atualizado em 23/6/2010 às 8h10

Presos gaúchos testam tornozeleira eletrônica

Estadão Conteúdo
Redação Folha Vitória
Porto Alegre - A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) do Rio Grande do Sul começou a testar hoje as tornozeleiras eletrônicas. Quinze condenados em regime aberto, de dois institutos penais (Porto Alegre e Viamão), vão utilizar o equipamento voluntariamente durante 30 dias.

A cada minuto, a tornozeleira emite um sinal semelhante aos usados em celulares e aparelhos de radiofrequência, identificando a posição do portador e facilitando a identificação de eventuais tentativas de fuga.

O equipamento foi desenvolvido por uma empresa brasileira e usa tecnologia norte-americana. A carga da bateria da tornozeleira dura entre 24 e 48 horas e exige um tempo médio de recarga de uma hora. Depois da experiência inicial, o governo gaúcho deve publicar edital de licitação para a compra dos aparelhos. A intenção é ter cinco mil condenados de baixa periculosidade, dos regimes aberto e semiaberto, usando o equipamento até 2014.
A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014