| 29/4/2011 às 20h37 - Atualizado em 2/5/2011 às 18h55

Mais duas vítimas reconhecem que homem preso em Minas Gerais é o Maníaco da Moto

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Reprodução TV Vitória
O homem preso em Minas Gerais no último dia 17 foi reconhecido como “Maníaco da Moto” por outras duas vítimas nesta sexta-feira (29). As adolescentes de 13 e 14 anos reconheceram Ronaldo Adriano Dias Paes, 32 anos, como sendo a pessoa que as violentou. O homem ficou conhecido como o “Maníaco da Moto” depois de ter violentado crianças e adolescentes utilizando uma moto de cor vinho na região da Grande Maruípe. 

Leia Mais:
* Homem identificado como maníaco da moto é reconhecido por duas vítimas
* Vítimas vão ficar frente a frente com suposto "Maníaco da Moto" preso em Minas 
* Mulher alega ter sido novamente atacada por "Maníaco da Moto" em Vitória 
* Maníaco da moto será entregue à polícia capixaba nesta quarta-feira
* Homem confundido com "Maníaco da Moto" é agredido e jurado de morte
* Maníaco da moto que atacava mulheres em Vitória é preso em Minas Gerais
* Polícia divulga retrato falado do "maníaco da moto"
* Agente de saúde tem corpo retalhado por "maníaco da moto" em Vitória
* "Maníaco da moto" estupra meninas a caminho da escola em bairros de Vitória

As vítimas foram surpreendidas na mesma época em que as outras meninas foram violentadas. Uma das garotas não havia procurado a delegacia antes por medo. "Temos uma menina de 14 anos que ficou internada vários dias no hospital. Ela ficou com muito medo, mas o reconheceu sem nenhuma dúvida", explicou o delegado Marcelo Nolasco, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).
 
Até agora, cinco vítimas reconheceram Ronaldo como sendo o “Maníaco da Moto”. O delegado ressaltou que outras vítimas podem comparecer na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para fazerem o reconhecimento ou entrar em contato pelo disque denúncia.
  
O Caso

Ronaldo mora em São Cristóvão, Vitória, há cinco anos. Ele disse ao delegado que foi a Minas Gerais visitar a mãe. Porém, a declaração da mãe do suspeito foi outra. “Ele veio para tirar um dinheiro na Caixa que o padrinho colocou para ele. Ele queria que eu tirasse o dinheiro, mas eu não tirava por causa dos documentos. Então, ele veio tirar”, afirmou a mãe.

O delegado disse ainda que normalmente os maníacos têm um perfil parecido com as vítimas. No caso de Ronaldo, ele é suspeito de atacar adolescentes e crianças. A agente de saúde, de 50 anos, também esteve na delegacia, mas não reconheceu o preso como o motoqueiro que a atacou por duas vezes.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014