27/7/2011 às 13h0 - Atualizado em 27/7/2011 às 13h20

Enteado é suspeito de ter assassinado padrasto com cinco tiros na Serra

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Foto: Reprodução TV Vitória
Um topógrafo de 36 anos foi executado com cinco tiros na porta de casa na noite de terça-feira (26), no bairro Planalto Serrano, na Serra. O principal suspeito de ter cometido o crime é o enteado da vítima e a motivação pode ter sido vingança.

A mulher da vítima e mãe do acusado não se conformou com a morte de José Guedes dos Santos. "Dói muito. Eu queria estar no lugar dele. Pelo menos não estava sofrendo", desabafou a dona de casa Maria de Lourdes Gomes.

O topógrafo estava em casa com a mulher quando foi chamado. Ao abrir a porta da sala, foi atingido por três tiros na costela e dois na cabeça. O atirador fugiu e José Guedes morreu antes mesmo da chegada da ambulância do SAMU.

Maria de Lourdes contou que, há dois meses, ele teve uma discussão com o enteado, o pedreiro Vilcimar Gomes da Silva, de 33 anos. "Eles discutiram e ele deu uma machadada na cabeça do meu filho. Ele levou 15 pontos e jurou meu esposo de morte, mas eu não sei se foi meu filho que o matou", disse a dona de casa.

Vilcimar está foragido. A polícia suspeita que a morte do topógrafo tenha sido motivada por vingança. "Prometeu viangança e cumpriu ontem. Passamos na residência dele e as pessoas que moram lá disseram que não vêem ele desde ontem pela manhã. Então ele realmente está em local incerto, e vamos investigar onde ele se encontra", afirmou o delegado Romualdo Gianordoli.

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014