4/12/2012 às 20h18 - Atualizado em 5/12/2012 às 17h54

Operação da PRF e da Polícia Civil prende quadrilha do tráfico de drogas em Guarapari

Folha Vitória
Redação Folha Vitória

Reprodução TV VitóriaUma quadrilha envolvida com o tráfico de drogas foi presa durante uma operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e Polícia Civil realizada na tarde desta terça-feira (04).

Quatro pessoas foram detidas e 5 kg de maconha foram apreendidos. A droga estava em um ônibus que saiu do Paraná com destino a Vitória. Os policiais interceptaram o veículo no município de Guarapari. Com a ajuda de cães farejadores, a maconha foi encontrada na bagagem de Thiago de Assis, de 18 anos, e de um menor de 15 anos.

De acordo com o Delegado Eduardo Khaddour, os policiais fingiram ser traficantes para conseguir prender o restante da quadrilha.

“Nós prendemos esses dois elementos. Os nossos policiais continuaram fazendo contato com o pessoal que estava em Vila Velha, se passando pelos traficantes que estavam no ônibus e marcaram um ponto de encontro para entregar a droga. Feito isso, a gente conseguiu fazer um monitoramento da área, acompanhando o táxi onde estavam os nossos policiais. Quando chegou num determinado ponto, onde o pessoal da quadrilha de Vila Velha iria se encontrar para receber a droga, nós efetuamos a abordagem do restante da quadrilha”, explicou.

A maconha apreendida seria distribuída em bocas de fumo de Vila Velha. Cristiano Leandro, foragido do estado do Paraná, e João Robson, eram dois encarregados de fazer a receptação do entorpecente. Segundo o delegado, João Robson não tem antecedentes criminais. O suspeito nega o envolvimento com o tráfico.

“Tem uns dez dias que ele estava trabalhando pra mim. Eu estava saindo do meu portão quando ele falou que um filho dele estava chegando de Curitiba e estava perdido. Ele pediu uma carona para o Terminal. Foi isso que aconteceu”, conta.

De acordo com o delegado, a ligação da quadrilha com o Estado do Paraná será investigada.

“É muito prematuro a gente dizer se essa ligação já está consolidada. Isso vai ser fruto de futuras investigações. Mas a Polícia Civil vai continuar investigando para saber qual é a real ligação dessa quadrilha”, afirma.

   

   

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014