6/3/2013 às 14h51 - Atualizado em 7/3/2013 às 12h55

Áudio de vídeo revela que policiais foram acionados pelo Ciodes e continuaram jogando peteca em VV

TV Vitória
Redação Folha Vitória

Reprodução TV VitóriaO áudio do vídeo que mostra policiais militares jogando peteca em horário de trabalho revelou que o Ciodes chegou a acionar uma das viaturas, mas os PMs continuaram brincando e não foram atender a ocorrência de imediato em Vila Velha.

O vídeo foi exibido com exclusividade pela TV Vitória na tarde de terça-feira (05) e mostra um momento de descontração dos policiais do 4º batalhão. Várias viaturas foram paradas e os PMs brincaram e fizeram uma homenagem a um sargento que se aposentou.

Nas imagens é possível ver claramente onze radiopatrulhas paradas durante a confraternização e também é possível identificar pelo menos 22 militares fardados participando da brincadeira. O encontro pode ter durado mais de 15 minutos, pois esse é o tempo de duração do vídeo, que foi editado e possui cortes.

No meio da reunião, o Ciodes chamou uma das equipes pelo rádio. “RP (rádio patrulha) 2840”, acionou o operador. Um PM pediu para um tenente atender. “Ô tenente, o Ciodes está chamando aí. Manda ele dar um QRX na viatura rapidinho”, disse o policial. Na linguagem policial, QRX significa pedir que o outro aguarde alguns minutos. E enquanto a ocorrência esperava, os policiais continuaram a atividade.

O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar defendeu os envolvidos e explicou o motivo da confraternização. “Acho que há um excesso de repercussão. Os policiais fizeram uma homenagem a um sargento que tem 30 anos de relevantes serviços prestados à sociedade capixaba e esse sargento tem o apelido carinhoso de “Peteca”. Não passou disso. Pararam no pátio da 2ª Companhia, em Parque das Gaivotas e fizeram uma homenagem rápida. Em um dado momento da gravação, vocês vão ver que o oficial supervisor que estava participando da homenagem, falou: dar um QRX. Era para esperar um pouco. Eles continuaram seu trabalho normamente e, inclusive, apreenderam muitas armas, drogas e bandidos naquela mesma noite”, disse Flávio Gava.

O novo secretário estadual de Segurança Pública comentou o fato. “Foi um ato impensado, meio debochado até, não compatível com o que se espera da postura e compostura de um policial militar, mas tudo isso será apurado”, afirmou André Garcia.

O caso já está sob investigação, mas o secretário de Segurança descarta punições severas como a demissão dos PMs. “Se for configurado abandono de posto, pode ter sido crime militar. Pode ser aplicada a pena de detenção. Mas isso vai depender das circunstâncias serem apuradas”, comentou Garcia.

A população aguarda explicações. “É um absurdo porque você precisa de um policial e onde ele está? Jogando peteca”, disse a vendedora Nalva Sobral. “Ao invés de estarem trabalhando, estão jogando peteca. E recebendo, com certeza, eles estão”, completou o técnico de telefonia Alvimar Lira. 

   

   

A Rede Vitória faz parte do
4Ps Todos os direitos reservados © 2007-2014