Travesti arranca parte da orelha de carcereiro em delegacia de SP

A agressão aconteceu na manhã do último domingo (12), no 2º Distrito Policial, em Bom Retiro, por volta das 8 horas. Um policial ainda atirou três vezes para tentar conter o ataque

 Versão para impressão  
O travesti estava na delegacia quando agrediu o carcereiro
Foto: R7

São Paulo - Um travesti mordeu e arrancou parte da orelha de um carcereiro dentro de uma delegacia, na região central da cidade, no momento em que seria transferido da cela onde estava detido para outra. Um policial ainda atirou três vezes para tentar conter o ataque, mas ninguém foi atingido.

A agressão aconteceu na manhã do último domingo, 12, no 2º Distrito Policial (Bom Retiro). Por volta das 8h, Charleston Alves Francisco, de 25 anos, atacou o carcereiro de 36 anos, responsável por transferi-lo para outra sala de detenção. Segundo a Polícia Civil, os dois travaram uma luta corporal e o travesti conseguiu morder a orelha direita da vítima. Ele ainda teria ameaçado e ferido outro policial de 54 anos.

Os policiais afirmam que Alves passou mais de uma hora com o pedaço da orelha arrancado dentro da boca. Segundo relatam, ele morava com outros dois travestis em um apartamento na região da Bela Vista, também no centro, e havia sido preso em flagrante por tentativa de homicídio, após um desentendimento. Inicialmente, foi conduzido para o 78º Distrito Policial (Jardins) e depois transferido para a carceragem do 2º DP.

Após o confronto na delegacia, o preso e os agentes de segurança foram levados para o Hospital das Clínicas, onde o carcereiro foi internado e passou por cirurgia, e Hospital do Servidor Público. Os policiais recolheram a parte da orelha e a encaminharam ao hospital. Foram requisitados exames de corpo de delito para os três envolvidos e a arma usada pelo policial foi apreendida. O travesti continua detido no 2º DP.

TAGs

  • agressão
  • ataque
  • carcereiro
  • delegacia
  • orelha
  • policial
  • travesti
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016