'Baronesa do crime' recrutava estudantes para vender drogas no ES

A jovem é suspeita de negociar até 200 quilos de droga por mês no Paraguai. Ao todo, foram 45 dias de investigação. Além de Bárbara, outras três pessoas foram presas

 Versão para impressão  
Barbara, segundo a polícia, ostentava vida de luxo nas redes sociais
Foto: Reprodução Facebook

Uma mulher e três homens foram presos durante uma operação realizada por policiais da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (Deten). A ação, que teve o nome de "La Baroneza", terminou com a prisão de uma das maiores distribuidoras de maconha da Grande Vitória e do norte do Estado

Barbara dos Reis Rodrigues, apontada como a traficante responsável pelo material, ostentava uma vida de luxo nas redes sociais, de acordo com a polícia. Ela tinha uma rede de contatos no Paraguai e negociava cerca de 200 kg de maconha por mês.

“Ela faz parte de um núcleo de uma organização criminosa maior ainda, e tinha os contatos que trazia as drogas. Ela utilizava também representantes, pessoas que comercializavam a droga para ela. Estima-se que eram comercializados 50 kg de droga por semana”, disse o delegado Augusto Giorno.

Ela foi presa na última segunda-feira (9), na Serra, depois de 45 dias de investigações da polícia. Junto com suspeita foram presos Rafael Afonso Marins, que é estudante universitário, Lucas Jacintho e Weverton da Silva Santos. “Ela procurava pessoas que não chamavam tanto a atenção da polícia. Eram pessoas que trabalhavam e até alguns estudantes”, afirmou Giorno.

Barbara já foi presa quatro vezes. Uma delas foi no Paraná, onde ficou dois anos e meio na prisão. “No histórico criminal dela já constam prisões inclusive em outros estados. Nós desarticulamos pelo menos um núcleo dessa organização”, destacou o delegado. 

TAGs

  • crime
  • maconha
  • estudantes
  • droga
  • tráfico
  • venda
  • baronesa
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016