Trio é preso após invadir casa de família para se esconder da polícia em Vila Velha

No momento em que os suspeitos entraram na residência, seis pessoas estavam no local, entre elas três crianças e uma idosa de 94 anos, deficiente visual. Todos os três estavam armados

 Versão para impressão  
Os suspeitos e o material apreendido foram levados para a Delegacia Regional de Vila Velha
Foto: TV Vitória

Três rapazes foram presos nesta sexta-feira (16), acusados de invadir a casa de uma família, no bairro Sagrada Família, em Vila Velha, para se esconder da polícia. No momento em que Joseph Duarte de Oliveira, de 27 anos, Cássio Moura Lima, de 22, e Pedro Leandro Rossman Jandoso, de 23, entraram na residência, seis pessoas - um casal, três crianças e uma idosa de 94 anos, deficiente visual - estavam no local.

A perseguição começou no bairro vizinho, Argolas, e durou cerca de duas horas. Segundo a polícia, por volta das 10 horas o Ciodes recebeu uma denúncia anônima, informando que oito homens armados haviam invadido o morro e rendido traficantes locais, na intenção de matá-los. 

Na primeira busca, os policiais não encontraram a casa indicada na denúncia. No entanto, o Ciodes recebeu outras denúncias, informando que havia indivíduos armados fugindo por uma mata, em direção ao Morro da Sagrada Família. As denúncias, por fim, informaram em qual casa os suspeitos haviam entrado.

"Foi solicitado apoio aéreo e, com isso, foi possível a identificação da casa. Então as equipes prosseguiram até o local, onde a gente encontrou uma senhora que aparecia na janela e voltava para dentro da residência. Ela aparentava estar em pânico ou incomodada com a situação e não negou a entrada dos militares na residência", contou o aspirante oficial Avancini, da PM.

Joseph estava escondido embaixo da pia da cozinha. Já Cássio e Pedro foram encontrados em um dos quartos, junto com os moradores da residência. Cada um dos suspeitos estava com uma pistola carregada e com munição nos bolsos - totalizando aproximadamente 90 munições. 

A polícia também apreendeu celulares, duas armas falsas e uma escopeta caseira. As armas estavam em uma residência vizinha e teriam sido jogadas no local pelos suspeitos, durante a tentativa de fuga.

Todos os suspeitos detidos e o material apreendido foram levados para a Delegacia Regional de Vila Velha. Os donos da casa também estiveram na delegacia e conversaram com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV. 

A dona da casa, uma diarista, contou que estava na área de serviço, lavando roupas, e não viu quando os suspeitos entraram na residência. Ela afirma que só percebeu a presença deles após a chegada da policia.

Na delegacia, os detidos disseram à equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV que são inocentes e que, na verdade, eram eles que estavam amarrados e prestes a ser executados por traficantes de uma gangue rival. "[Estava armado] para me defender, porque eles [os inimigos] estavam querendo me pegar e eu estava correndo deles", contou Cássio.

No entanto, os policiais militares que atenderam a ocorrência desmentiram essa historia e falaram que os três já são conhecidos da polícia. Segundo a PM, todos eles já possuem passagens pela Justiça, por tráfico de drogas, homicídio e posse ilegal de armas.

TAGs

  • briga de gangues
  • armas
  • casa invadida
  • invasão
  • perseguição
  • traficantes
  • trafico de drogas
 Versão para impressão  

MAIS LIDAS

Jornal Folha Vitória
Todos os direitos reservados © 2007-2016