Os muitos olhos do Rei

Um olho no peixe e outro no gato

O governador Renato Casagrande (PSB) vai semeando cautela, com um olhar fixo no presente e outro no futuro, para antever com exatidão o tempo certo da “colheita” dos investimentos que prometeu. E ainda sobra a visão periférica, focada em adubar o fértil terreno da política, afinal, a “safra” 2020 é logo ali.

“Pesca”

Em Vila Velha, por exemplo, Casagrande “pescou” o vereador Ricardo Chiabai (do aliado PPS) para dentro do barco da gestão estadual. Chiabai será sub-secretário de Mobilidade Urbana na Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop). A nomeação deve sair em fevereiro.

Espaço no “aquário”

Com isso, não só prestigia uma importante sigla aliada, mas também abre um espaço no “aquário” político para outro “peixe” seu. O primeiro suplente de Chiabai na Câmara de Vila Velha é João Artem (PSB). E tudo sem ferir critérios técnicos, já que Chiabai é arquiteto e urbanista.

Peixe grande

Em nota, o vereador que sobe de degrau na escada política se diz honrado com o convite, e lembra que em 35 anos de vida pública a mobilidade urbana é a maior bandeira – é dele a autoria da lei da “Calçada Legal” no município canela verde.

Questão de economia

Renato Casagrande está mesmo disposto a economizar tudo o que for possível neste início de mandato. Fonte da coluna informa que o governo planeja evitar a locação de imóveis para abrigar secretarias. Estuda uma reorganização espacial a fim de que todas possam “caber” nos prédios públicos, eliminando ou reduzindo ao máximo o gasto com aluguel de salas.

Saindo  na frente

Ainda sobre Casagrande, ele falava literalmente quando, na entrevista coletiva no dia da posse, disse que “a partir de amanhã já começo a articulação dos interesses do Espírito Santo em Brasília”. Depois de reuniões com a bancada federal, na última quarta, 9, esteve pessoalmente no Distrito Federal e fez um périplo por nada menos que seis ministérios – as duas primeiras reuniões sequer estavam agendadas. Foi o primeiro governador do país a conversar pessoalmente com Gustavo Canuto, ministro do Desenvolvimento Regional. Nas próximas colunas vamos falar um pouco da “Agenda ES” que depende de Brasília para deslanchar.

Na foto da Coluna, Casagrande, parlamentares capixabas e o ministro da Justiça Sergio Moro, com assessor. Créditos: Divulgação Secom/ES.

(256Publicações)

Alex Pandini é jornalista, tem 48 anos e mais de 25 de experiência em comunicação, com destaque para assessoria e consultoria política e telejornalismo. Atualmente, responde pelo quadro De Olho no Poder, no Jornal da TV Vitória/RecordTV, e desde julho assina a coluna Bastidores do Jornal Online Folha Vitória.

Comentários (1)

  1. Pingback: Os muitos olhos do Rei – Bastidores – Folha Vitória – Alugue Club

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *