A um passo Da Vitória

Novo líder
A reunião da bancada federal capixaba, realizada na última terça, não definiu o nome do novo líder da bancada. A decisão foi adiada para esta quarta-feira. A liderança foi pretendida primeiro pelo senador Marcos Do Val (PPS) – ele até se articulou com o governador Renato Casagrande -, mas Do Val desistiu da empreitada.

Novo líder II
Quem de fato está no páreo para ser o novo líder dos congressistas capixabas são os deputados Josias Da Vitória (PPS) e Evair de Melo (PV). O primeiro tem a simpatia do governador Renato Casagrande (PSB), e o segundo, dizem fontes de Brasília, não goza de prestígio suficiente junto aos pares do Congresso para a empreitada. Quem poderia fazer frente ao deputado do PPS é a senadora Rose de Freitas (PODE), mas ela parece não querer. Uma fonte diz que Da Vitória já está eleito para o cargo, só falta avisar Evair. Ele, aliás, foi a única ausência na reunião.

Filosofando
Um tanto enigmático na sessão de terça na Ales, o deputado estadual Sérgio Majeski (PSB) citou os filósofos Platão, Maquiavel e Kant para falar sobre “a mentira”.

Platão
O grego cunhou a expressão “nobre mentira”, defendendo tolerância com a omissão da verdade – ou até sua adulteração – caso resultasse em benefício coletivo.

Maquiavel
O italiano, por sua vez, é o célebre defensor da teoria de que os fins justificam os meios, entre outros “tratados” sobre dissimulações e ardis.

kant
Já para o alemão, a verdade que tem que ser dita de forma obrigatória, a qualquer custo e em qualquer situação, para evitar sofrimento e injustiças.

Majeski
Ao final do “enigma”, o deputado disse concordar plenamente com Immanuel kant. O recado vem depois de ter sido bajulado em público e combatido em privado. Mesmo tendo sido escolhido “orador da turma” no dia da posse, Majeski, mais uma vez, foi preterido da presidência da comissão de Educação da Ales.

Estremelique do além
Mário Covas deve estar se remexendo no túmulo. E o deputado estadual tucano Vandinho Leite pode ser o motivo. Na sessão de terça-feira na Assembleia Legislativa, Vandinho apresentou projeto para proibição do “ensino da ideologia de gênero”, que chamou de “Escola sem Doutrina”. Mais bolsonarista impossível. Vale lembrar que o PSDB se coloca como centro e alternativa à polarização PT X PSL.

Foto da Coluna: Assessoria.

(316Publicações)

Alex Pandini é jornalista, tem 48 anos e mais de 25 de experiência em comunicação, com destaque para assessoria e consultoria política e telejornalismo. Atualmente, responde pelo quadro De Olho no Poder, no Jornal da TV Vitória/RecordTV, e desde julho assina a coluna Bastidores do Jornal Online Folha Vitória.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com *