26 jun 2014

PT pode recuar com Roberto Carlos e fechar com Casagrande

Publicado às 18:44 | Postado por Josué de Oliveira

joao_coser__12ca8e0af2Na reta final das definições das candidaturas, o meio político segue em polvorosa com as especulações sobre a formação das alianças para as eleições deste ano. Fontes ligadas ao Partido dos Trabalhadores (PT-ES), por exemplo, ainda acreditam que há possibilidade do partido recuar com a intenção de lançar o deputado Roberto Carlos ao Governo do Estado e declarar apoio ao governador Renato Casagrande. Com isso, o presidente da sigla, o ex-prefeito João Coser (PT), poderia concorrer a vaga no Senado pela chapa palaciana. O que ninguém sabe ainda é se o PSB ainda vai querer essa aliança aos 45 minutos do segundo tempo. Tudo vai depender também da definição do PSDB, que insiste em postergar a decisão de apoiar Casagrande ou o ex-governador Paulo Hartung.

Preocupação
Servidores estaduais do segundo e terceiro escalão do Governo ligados ao ex-governador Paulo Hartung (PMDB) estão preocupados com a oficialização da sua candidatura. Temem que depois da convenção, no próximo domingo (29), os cargos comecem a ser rifados. A maioria, inclusive, já teria se acostumado com o modelo da atual administração e não querem mudança.

Mais gastos
Embora tenha registrado uma queda de receita, o gasto com pessoal nas prefeituras teve uma alta de quase 2% em 2013. Os dados fazem parte da 20ª edição do anuário Finanças dos Munícipios Capixabas, da Aequus Consultoria, que apresenta um panorama dos indicadores fiscais das cidades. O estudo é muito aguardado pelos prefeitos e secretários de Fazenda, já que aponta a real perda de receita no comparativo com 2012.

Menos receita
De acordo com o levantamento, que será divulgado em sua totalidade na próxima segunda-feira, a queda de receita nas prefeituras chegou a marca de 6,3%. A redução pode ter sido motivada, ainda, pelos efeitos da crise financeira mundial. O anuário verifica ainda as arrecadações dos impostos, investimentos, gastos com Saúde e Educação, Assistência Social e Câmaras de Vereadores. Um prato cheio para o eleitor em pleno ano eleitoral.

Sonegação
Prefeituras, União, Governo Estadual e Municipal devem ficar de olho em profissionais de engenharia e arquitetura que atuam no Estado. Há informações de que a cobrança de honorários registrada no CREA-ES chega a menos de R$ 0,10. A estratégica seria utilizada para a sonegação de diversos impostos. E ninguém fiscaliza isso?

Esclarecimento
O vereador Marcelão (PT) entrou em contato com a Coluna para esclarecer que não é candidato a presidente da Câmara, conforme a Coluna divulgou na edição anterior. Embora faça parte do G8 (grupo que defende a atencipação da eleição da Mesa), o petista diz que ainda não existe um nome definido. A ideia agora é não deixar o processo eleitoral influenciar na escolha do novo presidente.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
25 jun 2014

Bolão e Marcelão na disputa pela presidência da Câmara

Publicado às 19:30 | Postado por Josué de Oliveira

reinaldo_bolao_quer_reforma_do_predio_e_concurso_n__eaac510972A antecipação da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vitória promete dar muita dor de cabeça para o prefeito de Vitória, Luciano Rezende (PPS). Principalmente por que dois vereadores, Marcelão e Reinaldo Bolão, ambos do PT, estão cotados para a disputa. Os dois não devem se candidatar para deputado este ano e tem a simpatia do “Grupo dos 8″ que quer a antecipação do pleito na Casa. Os petistas são opositores declarados do Executivo e caso se elejam não vão dar trégua para Luciano. O vereador Rogerinho Pinheiro (PHS) lidera o movimento e coloca mais lenha na fogueira sobre os motivos que fizeram com que os outros sete vereadores não fossem convidados a assinar o requerimento solicitando a antecipação de dezembro para setembro.

Pode confiar!
Rogerinho garante que esse movimento não é contra o prefeito, mas sim para evitar interferências do processo eleitoral na escolha do novo presidente. Mesmo assim afirma que os demais colegas não foram comunicados porque “a gente sabe em quem pode confiar. São oito que tem palavra e não voltam atrás no que dizem”. Ou seja, na visão do parlamentar, ficou parecendo que os demais remam de acordo com a maré. É assim mesmo?

Tudo é possível
O próprio Rogerinho também é cotado pelo “G8″ para a vaga de presidente, mas diz que não tem interesse, já que pretende se dedicar à sua candidatura de deputado federal. No entanto, não descarta essa possibilidade. “Se meus companheiros entenderem que meu nome é um avanço eu aceito. Mas esse não é meu desejo”. Essa sucessão na Câmara promete fortes emoções.

Saia justa
A reaproximação do PSDB com a pré-candidatura do ex-governador Paulo Hartung vai criar uma grande saia justa com o ex-prefeito de Vila Velha Max Filho. Os dois são adversários históricos, mas por conta da eleição os dois podem subir no mesmo palanque como dois grandes aliados. Coisas da política.

Falecimento I
Morreu na manhã desta quarta-feira o pai do governador Renato Casagrande, Augusto Casagrande, aos 89 anos de idade. Várias autoridades deixaram as divergências políticas de lado e ligaram para o chefe do Executivo capixaba. Entre elas, o presidente estadual do PMDB, Lelo Coimbra. O sepultamento acontece nesta quinta-feira, às 10 horas, no cemitério Jardim da Paz, na Serra.

Falecimento II
Diante da morte do pai, o governador cancelou todos os compromissos desta quarta-feira. Ele também estaria no interior nesta quinta-feira, mas a agenda também foi suspensa. O ex-governador Paulo Hartung também ligou para Casagrande para prestar solidariedade logo que soube da morte de Augustinho, como era conhecido pelos amigos e parentes. Nossos sentimentos à família.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
24 jun 2014

Eleição na Câmara de Vitória vira alvo de disputa política

Publicado às 19:39 | Postado por Josué de Oliveira

camara_vitoria__038fc8c451Ao antecipar a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara de Vitória, os vereadores vão dar início a uma verdadeira disputa política. A maioria deles vai concorrer a eleição e, nos corredores do Legislativo, o que se comenta é que a escolha do novo presidente poderá ser utilizada como moeda de troca. Um grupo de oito parlamentares assinou o documento para antecipar a eleição com a alegação de que não é para deixar o assunto ser contaminado pelo processo eleitoral. Por outro lado, não é bem assim que o tema é tratado na Casa.

Movimento estranho
Para fontes que transitam dentro do plenário, a antecipação seria uma forma de negociar e pressionar o prefeito Luciano Rezende (PPS) em troca de apoio nas próximas eleições. Ou seja, você apóia minha candidatura e nós ajudamos o Governo no Legislativo. A população tem que ficar de olho!

Falta coragem
Depois de um feriado mais que prolongado, já que muitos deputados não apareceram para o trabalho na última segunda-feira, na sessão desta terça-feira, o clima foi tranquilo, apesar de alguns discursos terem sido acalorados. O deputado Gilsinho Lopes (PR), por exemplo, disse que a Casa precisa ter mais coragem para derrubar vetos do Governo. Tudo porque ele teve uma de suas matérias recusada pelo Executivo.

Ausência
O mesmo deputado ainda criticou alguns colegas que não estavam em plenário durante a votação. Segundo ele, deviam estar fazendo outras coisas. O deputado Luiz Durão, que presidia a sessão, até tentou convocá-los, mas foi em vão. O projeto não foi aprovado por falta de quórum.

Repercussão
A resistência do PMDB em entregar os cargos no Governo, divulgada pela Coluna, repercutiu nos bastidores políticos. Fontes palacianas garantem que o número de aliados do ex-governador Paulo Hartung na atual administração é maior do que se pensa. Várias subsecretarias e autarquias estão no comando de aliados de Hartung. A Coluna aproveita para fazer uma correção. O ex-secretário de Saúde Anselmo Tozi, aliado do peemedebista, não faz mais parte dos quadros da Cesan conforme foi divulgado.

Esclarecimento
Em resposta à publicação da Coluna no último final de semana, o deputado Roberto Carlos negou que foi indicado como candidato ao Governo pelo ex-governador Paulo Hartung e que ele seja seu padrinho político. Disse ainda que as críticas ao governador Renato Casagrande, na semana passada, são contra o posicionamento do Governo em relação às suas emendas e pelo veto de seu projeto que concede meia-entrada a professores em eventos culturais.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
23 jun 2014

PMDB ataca, mas resiste em entregar cargos no Palácio

Publicado às 18:03 | Postado por Josué de Oliveira

governo_palacio_anchieta__dab0830e90A disputa pelo Palácio Anchieta tem colocado o PMDB em rota de colisão com o governador Renato Casagrande (PSB) e o tom das críticas à atual gestão tem sido cada vez elevado. Nos bastidores, o que chama atenção, no entanto, é o fato do partido adotar a postura de ataque, mas resiste ao fato de entregar os cargos que tem no Executivo. A bancada do partido na Assembleia, visivelmente insatisfeita com os rumos da legenda, quer saber quando o presidente Lelo Coimbra vai sair definitivamente do Governo.

Indicações
Apesar do tom acirrado, no Palácio ainda existem cargos ocupados por aliados do ex-governador Paulo Hartung. São eles: Anselmo Tozi e Paulo Rui Carnelli, ambos na Cesan; e da Secretária de Controle e Transparência do Estado, Ângela Silvares, que é cunhada de Hartung.

Favorecimento
A rádio corredor da Assembleia informa que já tem deputado fazendo nos bastidores um levantamento das ações do Governo no interior do Estado. O objetivo é saber se houve favorecimento de alguma cidade em detrimento de outras, assim como o Governo federal fez com o Espírito Santo em relação aos demais estados do país.

Regionalização
A ideia é regionalizar o debate do cenário nacional aqui no Espírito Santo. Há deputados, principalmente os da “oposição”, acreditando que o governador também pode estar repassando mais recursos para prefeituras comandadas por aliados políticos e deixando os “adversários” no isolamento. Parece até que o capixaba já viu esse filme em outras épocas.

Desamparado?
No último final de semana, a Coluna divulgou que Roberto Carlos (PT) tem o apoio de Hartung para disputar o Palácio Anchieta. Com as chances mínimas de ser eleito, o petista já tem dito que se não conseguir chegar ao Executivo vai voltar ao exercício da profissão de professor. Mas já há apostas de que ele poderá ser uma das peças de Hartung em seu time de governo, caso o peemedebista também seja eleito.

Falando nisso
Ninguém entendeu o desabado feito por Roberto Carlos contra o Governo na semana passada, já que o PT do deputado faz parte do Governo. A sigla tem o cargo de vice-governador e ainda há pastas ocupadas por lideranças petistas no Palácio. Quem explica?

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
22 jun 2014

Deputados já iniciam rebelião contra o Governo na Assembleia

Publicado às 19:00 | Postado por Josué de Oliveira

assembleia_legislativa__a77574e009As vésperas das eleições, a relação de paz e amor entre o Legislativo e Executivo capixabas está no limite, quase “respirando por aparelhos”. Além daqueles parlamentares que sempre fazem coro contra o Palácio Anchieta, um outro grupo, que até então tinha um discurso de apoio ao Governo, já começou a dar sinais de que o jogo vai virar a qualquer momento.

O movimento, liderado pelo conciliador deputado Roberto Carlos (PT), ganhou forças nos corredores da Casa. O petista, apontado como candidato ao Governo, subiu o tom das críticas e reclamou que suas emendas estão sendo barradas após ter anunciado sua intenção de enfrentar o governador Renato Casagrande nas urnas.

Em tom de ameaça, o deputado mandou seu recado ao Palácio e disse que se a situação persistir a tribuna da Assembleia vai tremer. A pergunta que fica é sobre o que o deputado teria a dizer que ainda não foi dito. E se tem algo, porque não disse antes e resolveu falar só agora às vésperas da eleição.

Outra que não está nada satisfeita com Casagrande é a deputada Luzia Toledo (PMDB). Segundo informações de bastidores, suas emendas também estariam sendo retidas. Seus eleitores já estão cobrando as promessas e ela já não sabe mais o dizer.

O único movimento que ela pode fazer é se juntar aos insatisfeitos, já que atualmente a líder do PMDB na Assembleia passou a ser não muito bem vista no Palácio. O motivo: a deputada, assim como o colega Hércules Silveira (PMDB), foi uma das primeiras a se aproximar da candidatura do ex-governador Paulo Hartung.

Diante do cenário, a disputa deve dar o tom dos trabalhos durante as próximas sessões na Assembleia. O problema é que, ao invés das votações de interesse da população, os parlamentares desperdiçam tempo e dinheiro público com assuntos eleitorais. Imagina na campanha…

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
21 jun 2014

Novos rumores de que Ferraço pode ser vice de Hartung

Publicado às 18:30 | Postado por Josué de Oliveira

theodorico_ferraco__b9ebefd18bApesar de ainda ser uma “candidatura fantasma”, como diz o ex-deputado Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), é inegável a forte movimentação em torno da chance do ex-governador Paulo Hartung (PMDB) ser candidato ao Governo. Com as convenções pipocando, os rumores de que o presidente da Assembleia Legislativa, Theodorico Ferraço (DEM) pode ser o vice do peemedebista voltaram a ganhar destaque nos corredores da Casa de Leis. O próprio democrata estaria fazendo encontros para tratar do assunto.

Articulações
Segundo fonte próxima à presidência, Ferraço já recebeu vários prefeitos, inclusive o chefe da Amunes, Dalton Perim, para uma conversa a porta fechada em seu gabinete durante a semana. Seria uma espécie de contra-ataque às investidas do governador Renato Casagrande (PSB) pelos municípios do interior.

Temperamental
Embora já tenha negado ser vice de Hartung, o presidente da Assembleia está trabalhando mesmo para que o ex-governador volte ao comando do Palácio Anchieta. Mas o temperamento explosivo do democrata já teria provocado uma mal estar entre os dois.

Campanha na rua I
O motivo da conversa acalorada teria sido o fato de Hartung demorar a assumir oficialmente que é candidato ao Governo, apesar dele ter entregue uma carta se colocando à disposição do partido. Depois do debate, o ex-governador enviou um emissário ao gabinete da presidência para acalmar os ânimos.

Hartung x Casagrande
O governador Renato Casagrande (PSB) segue pelo Estado fazendo sua pré-campanha e tem participado de vários encontros partidários. Por outro lado, Hartung, seu principal adversário, prefere a discrição e as conversas feitas a portas fechadas.

Preocupação
O clima interno no PT capixaba não é dos melhores, mesmo com a aliança com o PDT quase definida. É que segundo cálculos feitos por especialistas petistas, para reeleger um deputado estadual seriam necessários pelo menos 35 mil votos. E depois das prisões dos envolvidos no Mensalão dizem que a situação ficou bem preocupante.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
20 jun 2014

Roberto Carlos é indicado por Hartung como candidato do PT

Publicado às 19:00 | Postado por Josué de Oliveira

deputado-roberto-carlos-8d9fb5de69Mesmo tendo se descolado da possível (ainda tem gente na dúvida) candidatura do ex-governador Paulo Hartung (PMDB) ao Governo do Estado, o PT capixaba ainda segue as orientações determinadas de dentro do escritório do peemedebista, onde todos os dias há uma verdadeira peregrinação de políticos pedindo sua bênção. Importante estrela petista garante, inclusive, que foi de Hartung a indicação do deputado Roberto Carlos (PT) para ser o candidato do PT ao Governo nas próximas eleições.

Aliado
Entre os nomes do PT levados na quinta-feira para serem apreciados pela Executiva nacional, o deputado Roberto Carlos é o mais próximo do ex-governador. Foi Hartung, inclusive, que o lançou na política e até hoje é uma espécie de padrinho e consultor político.

Campanha branca
Com o deputado na disputa, Hartung sabe que não terá problemas durante a campanha, que promete ser uma das mais disputadas que o Espírito Santo já presenciou em sua história recente. Com um aliado como “adversário”, as chances de ataques ao seu Governo serão reduzidas a zero. Caso fosse a deputada Iriny Lopes a opção do PT, o ex-governador poderia ter mais dificuldades, já que a petista nunca foi de medir as palavras para avaliar o estilo centralizador do peemedebista.

Será coincidência?
Depois que bateu no peito e disse que assumiria a candidatura ao Governo, Roberto Carlos passou a elevar o tom contra o Palácio Anchieta. Na sessão da última quarta-feira, por exemplo, fez duras críticas ao Executivo e garantiu que se suas emendas continuarem sendo “seguradas” a tribuna da Assembleia vai tremer. Ficou parecendo uma ameaça, e realmente é…

Partido perdido
Parece que depois que “rompeu” como PMDB, o PT-ES anda um tanto quanto atônito com o fato de ter candidato ao Governo. Como não esperava o fim da relação com os peemedebistas, a legenda tenta decidir quem será o indicado. Nos bastidores, dizem, com um certo tom de brincadeira, que até o ex-vereador João Batista Babá já foi cogitado ao posto. Babá, por sua vez, diz que não quer o cargo e que está trabalhando para disputar a eleição em 2016.

Novos ventos
E o PSDB, que teria sua convenção neste sábado, segue sem uma definição sobre em qual palanque vai subir. A maior parte dos tucanos quer apoio a Casagrande, mas ainda há um grupo de resistente que prefere a candidatura própria. Há outros também que defendem aliança com Hartung, já que o PT está fora do páreo.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
19 jun 2014

Justiça derruba liminar que barrava pesquisa do PMDB no Estado

Publicado às 19:45 | Postado por Josué de Oliveira

urna_eleicao__3bd9d4a68fA queda de braço entre PMDB e PSB no Espírito Santo ganhou novo capítulo. A justiça derrubou uma liminar que proibia a divulgação da pesquisa encomendada pela Executiva nacional do PMDB ao Ibope para medir a intenção de votos dos capixabas. O pedido de impugnação partiu do PSB, que apontou algumas falhas no questionário de apuração dos dados, entre eles, o fato de aparecer o nome do ex-governador Paulo Hartung e do senador Ricardo Ferraço, ambos do PMDB, como candidatos ao Palácio.

Voto induzido
Segundo o PSB, entre as perguntas está incluída ainda uma avaliação do Governo do Estado e também do governador Renato Casagrande. Logo após o “recall”, o eleitor é questionado se ele mudaria o voto para outro candidato. Para os socialistas, foi uma tentativa de induzir a opinião do entrevistado.

Não colou
Diante do recurso apresentado para barrar a divulgação da pesquisa, registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), o juiz Carlos Simões Fonseca considerou improcedente os argumentos apresentados. A decisão, que a Coluna teve acesso, não foi bem digerida pelo PSB e a oposição, claro, fez a festa.

Orientação
Para evitar dor de cabeça para os que vão disputar as próximas eleições, o TRE-ES criou uma cartilha para disponibilizar informações para evitar problemas com a Justiça em relação à arrecadação de recursos, gastos e prestação de contas de campanha. O guia impresso pode ser retirado na sede do TRE-ES e uma versão digital pode ser baixada na página do órgão na internet.

Feriadão
E o dia de Corpus Christi não foi de folga para a maioria dos políticos capixabas, muito contrário. Aqueles que correm atrás de votos não perderam tempo e se desdobraram para visitar os tapetes artesanais de norte a sul do Estado.

Pré-campanha
O governador Renato Casagrande foi a Castelo, sua terra natal, e participou de uma das festas religiosas capixabas mais tradicionais do Espírito Santo. Às vésperas das eleições, todo contato mais perto do povo é muito bem vindo, ainda mais com a disputa cada vez mais acirrada com Hartung.

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
18 jun 2014

Cresce a lista de interessados para vice de Casagrande

Publicado às 17:38 | Postado por Josué de Oliveira

renato_casagrande__857913a6a1Mesmo sendo a última vaga a ser preenchida, o posto de vice-governador já começa a ser bastante disputado, principalmente na chapa do governador Renato Casagrande (PSB). Além do PPS, que já apresentou o nome do deputado Sandro Locutor como postulante ao cargo, outros partidos da base aliada já estão interessados nessa disputa e vão reivindicar a indicação. Casagrande já disse que ainda é cedo para discutir ao assunto, mas parece que as agremiações estão em polvorosa e querem sentar na janela desse “bonde” cada vez mais lotado.

Fatia do bolo
Em troca do apoio, o PSD é o mais novo partido querendo seu lugar ao sol na chapa governista. O presidente estadual da sigla, Max da Mata, diz que a legenda tem vários nomes, mas descarta que ele esteja concorrendo. Sua vontade mesmo é ser deputado estadual.

Disputa pessoal
O PSD de Max terá que enfrentar o PPS do prefeito Luciano Rezende. Os dois podem protagonizar uma batalha na preferência do Governo. Questionado pela Coluna se encararia o prefeito, Max minimizou: “Se fosse uma questão de encarar o prefeito, que é meu amigo, não colocaria o partido nessa disputa. Nossa participação agrega valor, mas no final quem define isso é o governador Renato Casagrande”.

Gandini de olho
Depois de muita luta, os moradores de Jardim Camburi já estão vendo a sede da Companhia de Polícia do bairro ser erguida. O vereador Fabrício Gandini (PPS) esteve no local nesta quarta-feira para acompanhar os trabalhos. Segundo ele, está tudo em dia. “Fiscalizar é com a gente”, diz ele.

Onda disputada I
Depois de anunciar que vai disputar uma vaga na Assembleia, a atleta Neymara Carvalho (PSB) vai ter que enfrentar a concorrência entre os eleitores da Barra do Jucu, seu reduto eleitoral em Vila Velha. Além dela, o pacato balneário tem ainda o vereador Duda da Barra, que já é bem conhecido na região, e que também vai tentar vaga no Legislativo.

Onda disputada II
Além de Duda da Barra, Neymara tem pela frente ainda outro confronto com o ex-namorado, o vereador Arnaldinho Borgo, outro que pretende se candidatar a deputado estadual. Dizem que a relaçao deles não é muito boa e com a briga pela cadeira no plenário da Assembleia pode ficar ainda mais acirrada. Mas a aposta na Barra do Jucu é de que a bodyboarder, acostumada a enfrentar grandes ondas que lhe deram o título de petacampeã mundial, vai tirar de letra mais esse desafio. É aguardar…

Compartilhe com seus amigos: Permalink:
17 jun 2014

Mais uma baixa no secretariado de Cariacica

Publicado às 20:55 | Postado por Josué de Oliveira

rafaelsimoesO prefeito de Cariacica Geraldo Luzia, o Juninho, vai ter que encontrar um novo secretário de Governo às vésperas das eleições. É que o atual titular da pasta, o professor Rafael Simões, vai deixar o cargo até o final do mês. A carta de demissão já foi entregue ao prefeito, que ainda não tem nomes para substitui-lo. Embora haja rumores de que a relação dele com Juninho estaria estremecida, o próprio Simões nega qualquer conflito e diz que sai da prefeitura para se dedicar a projetos pessoais, inclusive, às aulas que ministra em cursos universitários. O secretário diz também que com a saída vai poder retomar os trabalhos na ONG Transparência Capixaba, entidade que tinha se afastado após assumir a secretaria no Executivo.

Sem preconceito
Após muita discussão, a Câmara de Vitória aprovou a distribuição de cartilhas com orientação contra a homofobia nas escolas. “Vereadores que vivem a perseguir de forma sorrateira aqueles que lutam pela Liberdade e contra a ignorância, foram derrotados em mais uma frustrada tentativa de golpear a democracia”, comemorou  o vereador Luiz Emanuel (PSDB).

Polêmica
Pré-candidata ao Governo pelo PSOL, Camila Valadão, vai participar de um debate sobre a desmilitarização da polícia e da política. O tema é polêmico, mas está entre as prioridades das candidaturas do PSOL no Espírito Santo e em todo o Brasil. O encontro acontece nesta quarta-feira (18) no salão do CCJE, na Universidade Federal do Espírito Santo, às 18 horas.

Tucanada
No próximo sábado (21), os tucanos capixabas vão se reunir para a convenção estadual do PSDB. O evento será realizado na Câmara de Vitória às 9 horas. Há uma grande expectativa em torno dessa reunião, já que o partido ainda está em cima do muro sobre qual palanque vai subir nas próximas eleições. E ainda tem a candidatura do Guerino Balestrassi que ameaça ser retirada a qualquer momento.

De carona
O secretário de Desenvolvimento Econômico de Viana, Henrique Casamata, aproveitou as comemorações dos 52 anos do Conselho Regional Engenharia e Agronomia (CREA-ES) para pedir mais empenho dos profissionais da área em políticas para o crescimento do Espírito Santo. Casamata é candidato a presidente da entidade e a eleição acontece em setembro. Mas a campanha também já começou por lá..

Cheia de estilo
Sempre na torcida pela seleção brasileira, a deputada Iriny Lopes (PT) dessa vez assistiu o jogo em família e na companhia da sua cadelinha de estimação. Aliás, a petista está chamando atenção por onde passa devido ao novo modelo de óculos que vem ostentando em eventos públicos. Com a palavra os fashionistas de plantão…
Iriny

Compartilhe com seus amigos: Permalink:

4Ps Agência Digital agência digital 2007 - FOLHA VITÓRIA - Todos os direitos reservados - Anuncie - Expediente - Cadastro - Fale Conosco - Política de Privacidade - RSS