• Geral

Paz fiscal, guerra política

Racha por mitose Paulo Hartung e Renato Casagrande atualmente são adversários, mas pertenciam ao mesmo grupo político – articulado e liderado por Hartung. Por mais de uma década, a chamada “unanimidade” ditou as regras, de modo que a “eclosão” de Casagrande de dentro do mesmo grupo pode ser comparada com uma mitose – processo biológico no qual o indivíduo se reproduz a partir de si mesmo. ... leia mais
  • Geral

Os desafios de Casagrande

Um outro cenário Renato Casagrande tomou posse oficialmente como governador do Espírito Santo com um desafio principal, entre tantos que vai encarar daqui pra frente. Equilibrar, na prática, o discurso de governar com cautela financeira e entregar à população as ações que ela exige do Poder Público – inclusive as que, nas palavras dele, teriam sido negligenciadas pela gestão anterior, a qual foi ... leia mais
  • Geral

O Espírito Santo se despede de Camata

  As cinco mil pessoas que se despediram na última quinta-feira do ex-governador Gerson Camata mostram como o jornalista era querido pelos capixabas. Rivalidades a parte O velório e enterro de Camata levaram adversários políticos a colocarem de lado suas rixas em uma última homenagem ao ex-governador. Com presença de vários políticos que já comandaram o Palácio Anchieta, como Vitor Buaiz, José ... leia mais
  • Geral

Bruno Lamas na Setades

Anúncio será feito depois do Natal O deputado estadual reeleito Bruno Lamas será o secretário de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) do governo de Renato Casagrande – ambos do PSB. Fonte da coluna confirmou que o martelo já foi batido e o anúncio será feito na próxima quinta, 27, fechando assim o leque do secretariado Casagrandista a 4 dias da posse do futuro governo. Vaga A ... leia mais
  • Geral

Feliz Natal!

Em razão das comemorações de Natal, a coluna Bastidores vai fazer uma pausa. Retornaremos às atividades na próxima quarta-feira (26). Feliz Natal para todos os leitores. Até lá. leia mais
  • Geral

Duas vagas no governo Casagrande e muita disputa

Faltam duas vagas Com o anúncio de Renato Casagrande nesta sexta-feira (21) restam apenas duas vagas no secretariado do próximo governo: a de secretário de Esportes e a de secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social. Nos bastidores, o que se diz é que pelo menos uma delas deve ser ocupada pelo PDT, que está dividido internamente entre o grupo do deputado federal Sérgio Vidigal e o do deputado ... leia mais
  • Geral

Nome misterioso, ausências e alfinetadas: os bastidores da diplomação

I’m a survivor Ao ser diplomado, o experiente deputado estadual José Esmeraldo falou em alto e bom tom: “Somos sobreviventes do MDB. Foi difícil, mas somente eu e Dr. Hércules conseguimos continuar na Assembléia Legislativa”. Desfeita Reeleito, o deputado estadual Bruno Lamas chegou a ir na sede do TRE-ES, mas não ficou para a diplomação. O motivo? Tinha direito a apenas um acompanhante. ... leia mais
  • Geral

CPI da Sonegação termina com R$ 1 bilhão para os cofres estaduais

Depois de três anos, a CPI da Sonegação de Tributos apresentou o relatório final e um balanço que rendeu R$ 1 bilhão para os cofres estaduais. A comissão foi criada para combater irregularidades no pagamento de impostos, principalmente pela empresas petroleiras no Estado, e forçou grandes empresas a procurarem o Governo para renegociaram seus débitos. Um prato que se come frio Presidente da CPI, o ... leia mais
  • Geral

Funchal vai integrar o governo Bolsonaro

Cobiçado Esse não foi o primeiro convite de Funchal, que encerra sua passagem pela secretaria em 31 de dezembro. Ele já havia sido procurado por outros eleitos. O primeiro foi o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que o chamou para a Secretaria da Fazenda. Também houve convite formal do novo governo do Rio Grande do Sul, que será assumido por Eduardo Leite (PSDB) em janeiro. Outro que ... leia mais
  • Geral

Eleição 2020 em tubo de ensaio

A eleição para a Associação de Moradores de Santa Martha, em Vitória, virou um tubo de ensaio para a disputa para a eleição da Câmara de Vereadores da capital em 2020. Das três chapas que concorreram a vaga, duas eram, digamos, “apadrinhadas” pelos vereadores Cléber Félix (PP), que assume a presidência em 2019, e pelo vereador Leonil Dias (PPS). O bairro conta com um eleitorado de 2.698 votos. ... leia mais